Amanda Nunes nocauteia Ronda Rousey em 48 segundos e mantém cinturão no UFC
Luta aconteceu em Las Vegas pelo UFC 207, categoria peso-galo feminino na madrugada deste sábado (31).

Não tem para ninguém. O cinturão é brasileiro – e melhor ainda, de uma brasileira. No UFC 207 que foi realizado na madrugada deste sábado (31), a baiana Amanda Nunes levou apenas 48 segundos para mostrar a que veio e nocautear a ex-campeã americana Ronda Rousey, em Las Vegas, nos Estados Unidos pela categoria peso-galo feminino.

Amanda Nunes de 28 anos conquistou o cinturão após finalização contra Miesha Tate no UFC 200. Já Ronda vem de outro embate traumático. Ela retornou ao octógono um ano após ter sido derrotada pela também americana Holly Holm no UFC 193, em 2015.

No total de golpes e porcentagem de golpes significativos durante o combate, Amanda ficou na frente, com 58% um total de 27 dos 47 desferidos contra 50% de Ronda, 7 de 14 ataques. Destes quatro golpes da baiana foram certeiros e suficientes para que o árbitro interrompesse a luta e decretasse nocaute técnico na T-Mobile Arena.

A brasileira reconheceu a importância de Rousey para o UFC, mas não perdeu a oportunidade de também ironizar e alfinetar a americana. Ela disse que se preparou tanto no espírito quanto no corpo para a luta e que ninguém vai lhe tirar este cinturão. E completou dizendo que Ronda partir de agora deve ser concentrar na carreira em Hollywood, como atriz de cinema, função que exerce nas horas vagas. Ronda Rousey saiu abraçada com a mãe AnnMaria De Mars, primeira americana a conquistar o ouro no mundial de judô, que destacou: “Tenho muito orgulho da minha filha”.

amanda-ronda-nocaute
Com a vitória, a baiana Amanda Nunes mantém o cinturão e o título de campeã da categoria peso-galo feminino do UFC. Foto: reprodução/Facebook.
RESULTADOS UFC 207

CARD PRINCIPAL

Amanda Nunes venceu Ronda Rousey por nocaute técnico aos 48s do R1
Cody Garbrandt venceu Dominick Cruz por decisão unânime (48-46, 48-47 e 48-46)
TJ Dillashaw venceu John Lineker por decisão unânime (triplo 30-26)
Dong Hyun Kim venceu Tarec Saffiedine por decisão dividida (29-28, 27-30 e 29-28)
Ray Borg venceu Louis Smolka por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)

CARD PRELIMINAR

Neil Magny venceu Johny Hendricks por decisão unânime (triplo 29-28)
Antônio Cara de Sapato venceu Marvin Vettori por decisão unânime (triplo 29-28)
Alex Garcia venceu Mike Pyle por nocaute aos 3m34s do R1
Niko Price venceu Brandon Thatch por finalização aos 4m30s do R1
A luta entre Tim Means e Alex Cowboy foi julgada sem resultado

Redação

Revista Factual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *