Atentado a tiros deixa dois mortos e quatro feridos em escola de Goiânia
Disparos foram feitos por um adolescente filho de policiais militares. Segundo testemunhas, ele sofria bullying por parte dos colegas.

Um crime chocou a população goianiense no fim da manhã desta sexta-feira (20). Um estudante atirou contra colegas dentro do Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental localizada no Conjunto Riviera, bairro de classe média na região leste da capital. Ele também é aluno da instituição.

O atentado deixou dois adolescentes mortos e outros quatro feridos. Morreram no local os estudantes João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, de idades não divulgadas até o momento.

Os feridos no ataque são os alunos Hyago Marques, de 13 anos, Isadora de Morais, de idade não confirmada, Lara Fleury Borges, também de idade não confirmada e Marcela Rocha Macedo, de 13 anos.

A motivação para o ato seria a de que o adolescente sofria bullying dos colegas, conforme informou o coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz. “Informações preliminares dão conta que ele estaria sofrendo bullying, se revoltou contra isso, pegou a arma em casa e efetuou os disparos”, disse o policial ao portal G1 Goiás.

Um estudante de 15 anos, que presenciou o tiroteio relatou que o garoto era alvo de chacota por parte dos outros alunos. Eles o chamavam de fedorento, por não usar desodorante.

Ainda de acordo com o G1, os feridos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar. Três foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e um para o Hospital de Acidentados.

O adolescente de 14 anos, suspeito dos disparos está apreendido. Ele é filho de policiais militares.

Após passar por exames de corpo de delito no IML, ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), onde ele e seus pais prestarão depoimento.

escola-goyases-goiania
Movimentação foi intensa em frente ao Colégio Goyases, local onde adolescente atirou em outros alunos nesta sexta-feira (20). Foto: reprodução/Diário do Centro do Mundo.

Foto: reprodução/Facebook.

Redação

Revista Factual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *