Lei que cobra imposto de Netflix, Spotify e similares é sancionada por Temer
Alíquota mínima do ISS ficou fixada em 2% e pode variar conforme localidade. Lei começa a valer em março de 2017.

A mudança que altera o sistema de cobrança do Imposto sobre Serviços de qualquer natureza (ISS), aprovada no início do mês pelo Senado, foi sancionada nesta sexta-feira (30) pelo presidente da república Michel Temer. Com isso, a lei passa a cobrar impostos sobre serviços de streaming, como Netflix e Spotify, além de outros serviços pagos, como o Apple Music, Google Play Música, Amazon Prime Video e muitos outros, além de apps e jogos pagos fornecidos por download.

A publicação feita nesta sexta no Diário Oficial da União, prevê que estarão sujeitos a cobrança “a disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da Internet”. A alíquota mínima do ISS ficou fixada em 2%.

A lei começa a valer em março de 2017. Como a arrecadação deste imposto é municipal, a cobrança deste percentual pode ser maior, dependendo da cidade. Isto é, o valor de ISS cobrado sobre Spotify, Netflix e similares pode ter um preço em uma localidade e outro em outra localidade.

Vinicius Martins

Editor da Revista Factual, jornalista em formação, cristão, músico, entusiasta da música e designer gráfico. Gosta de ler, tocar violão, bateria e curtir bons sons. Um apaixonado por Goiânia e seus encantos. Motivado pelo aprendizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *