Saiba como foi o lançamento do primeiro Videoclip de Cejane Verdejo

Tem algo de muito bom acontecendo na cena musical goianiense e isto é inegável.

Na última sexta-feira, 18, aconteceu o lançamento do videoclip “Sem Paz” de Cejane Verdejo. A música é uma composição da cantora e nasceu do susto de ser acordada pelo estampido de um tiro, conforme relatos da própria Cejane. E como um acontecimento inusitado e assustador, o fato desencadeou reflexões que acabaram desembocando em… música. E boa música, diga-se de passagem. A Factual esteve lá e o resultado você confere a partir de agora.

O evento foi realizado no Soul Pub, em Goiânia. A abertura ficou por conta do multifacetário DJ David Barbosa. A definição tem explicação: David Barbosa além de DJ é locutor da Rádio Interativa FM 94.9 e agitou o público com mixes de canções em voga na atualidade, tais como: ‘I’m Not The Only One’ de Sam Smith, ‘Cheerleader’ de OMI, ‘Hotline Bling’ de Drake, ‘No Way No’ de Magic!, ‘Uptown Funk’ de Mark Ronson com Bruno Mars, entre outras. Um aperitivo e tanto para dar uma deixa de que o caminho estava aberto para muita coisa boa.

dj-david-barbosa
DJ David Barbosa

No início da madrugada, Cejane Verdejo subiu ao palco. Com uma banda muito bem ajustada, a bela cantora abriu os trabalhos ao som de ‘Mantenha o Respeito’ do Planet Hemp. Em seguida, um hit internacional deu uma pequena mostra de sua grande versatilidade: ‘Man! I Feel Like a Woman’ de Shania Twain. Logo depois, a dançante ‘Can’t Remember To Forget You’, parceria entre Rihanna e Shakira causou frisson e caracterizou-se como uma releitura digna de duas divas internacionais por uma nova diva do pop goiano.

E não foi só isso. Cejane interagiu e conversou com a platéia efusivamente durante alguns minutos, para então mostrar não só suas qualidades como intérprete. Foi o momento de anunciar um trabalho autoral: ‘Querer de um Peixes’. A canção já é conhecida na cidade por conta de sua veiculação nas rádios locais e transformou-se em uníssono ímpar das vozes que prestigiavam a cantora entoando sua própria composição.

Também rolou ‘Rehab’ de Amy Winehouse, justa homenagem e bela releitura. Seguiu-se com ‘Top Top’ dos Mutantes. A noite ainda estava longe de terminar e cada vez mais revelava-se o talento de Cejane somado ao brilhantismo de seus músicos. Foi a vez de ‘Forget You’ de Cee Lo Green, sensacional!

Bruno Mars é introduzido com ‘Treasure’. Ponto para a espontaneidade de Cejane que assumiu ter esquecido a letra no início, contando com a ajuda do público para executar a música (momento cômico da apresentação). Foi um detalhe apenas, nada que pudesse colocar em xeque a ótima performance do grupo. Lady Gaga foi relida na ótima ‘Poker Face’ no momento pop dançante da noite, sendo sucedida por Katy Perry em ‘Dark Horse’. A interpretação já valeria por si só, não fosse o fato da banda produzir um medley espetacular com ‘Radioactive’ do Imagine Dragons e finalizar novamente com ‘Dark Horse’. Teve dueto também, com Maithan Mayer, músico goianiense vocalista da banda Vértize. A música? Esta não poderia ser melhor para o momento: ‘Sugar’ do Maroon 5. Bruno Mars retorna em ‘Locked Out of Heaven’. Show!

maithan
Maithan Mayer, vocalista da banda Vértize

Até que… o ponto alto da noite chega: o lançamento do clip “Sem Paz”. Em breve explicação, Cejane discorreu sobre a origem da composição e classificou-a como um “desabafo”. O clip foi gravado no próprio Soul Pub e em alguns pontos da cidade, como a Avenida Anhanguera e a Praça Cívica, no Setor Central, com parceria de Saulo Roriz e produção da Dom Filmes Art. Ao final, o público ovacionou a cantora pelo trabalho. Mas, não bastava exibir. Como diria Faustão: “quem sabe faz ao vivo!” E foi o que aconteceu. Cejane e banda tocaram “Sem Paz” ao vivo e deixaram aquela pergunta pairando no ar: “onde vamos parar”?

Logo depois, novo dueto com a cantora de samba Mara Cristina. Teve até parabéns para os aniversariantes, também. E teve ainda ‘O Portão’, belíssima composição de Erasmo Carlos na voz de Cejane. A noite ainda reservava boas surpresas, como a interpretação de ‘Disritmia’, de Martinho da Vila, que enlouqueceu o público em uma mistura frenética de samba com rock n’ roll. Em seguida, uma versão eletrizante de ‘Como Nossos Pais’, composição de Belchior e eternizada na voz de Elis Regina, mantendo a mesma pegada. Foi a vez de novas interpretações internacionais como ‘Crazy’ de Seal, ‘Rude’ de Magic! e ‘Like a Prayer’ de Madonna.

mara-cristina
A cantora Mara Cristina

Destaque para novo medley – desta vez, entre ‘Just Dance’ de Lady Gaga e o clássico synthpop ‘Sweet Dreams’ do Eurythmics. Já se encaminhando para o encerramento, o público pediu euforicamente Alanis Morissette, sendo prontamente atendido com ‘Ironic’. Após uma grande noite e queixando-se de algumas cãibras e dores, Cejane ainda manteve o pique para o “grand finale”, encerrando ao som de ‘Uptown Funk’ do dueto entre Mark Ronson e Bruno Mars. Melhor impossível! Após o show, o encerramento ficou por conta novamente do DJ David Barbosa, comandando a pista madrugada afora.

Com um timbre singular, sensualidade, simpatia, afinação impecável e uma banda entrosada, dotada de ótimos músicos, Cejane Verdejo mostra que vem para ficar. E mais, mostra que existe um cenário pulsante e criativo em Goiânia que pode proporcionar grandes talentos e excelentes opções, além de trazer oxigenação para o pop rock brasileiro. Conheça mais do trabalho da cantora em https://soundcloud.com/cejane-verdejo.

Veja as fotos do show:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vinicius Martins

Editor da Revista Factual, jornalista em formação, cristão, músico, entusiasta da música e designer gráfico. Gosta de ler, tocar violão, bateria e curtir bons sons. Um apaixonado por Goiânia e seus encantos. Motivado pelo aprendizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *