Zack Magiezi: o olhar poético e romântico da literatura no ambiente virtual
Conversamos com o escritor que é uma das revelações literárias da nova geração de autores brasileiros.

Sensibilidade, poesia, romantismo e apurada técnica com as palavras. Estas talvez, sejam as mais marcantes características do paulistano Zack Magiezi. Com posts em forma de textos datilografados que retratam o olhar de um ora utópico, ora platônico poeta, Zack conquista cada vez mais seguidores em suas redes sociais. No Instagram, são 759mil até o momento. Em sua página no Facebook, são 538.178 precisamente, até a edição desta matéria.

Conversamos com o escritor, que também é colaborador do perfil @indicoumlivro, onde apresenta trechos grifados de grandes autores e reuniu seus escritos no livro ‘Estranherismo’, publicado pela Editora Bertrand Brasil. Magiezi, que diz nem se considerar escritor no real sentido da palavra, fala exclusivamente para a Factual sobre sua empreitada escrevendo, ou melhor, datilografando.

REVISTA FACTUAL – A primeira pergunta pode não ser das mais convencionais, mas, em seu perfil no Instagram você se descreve como o ‘feijão por baixo do arroz’ e também refere-se a si mesmo como ‘um cara comum sentado no banco mais alto do ônibus’. A pergunta é: qual a visão/definição que Zack Magiezi possui do próprio Zack.

ZACK MAGIEZI – Sou um cara trivial, gosto de ser mais um andando por ai, um que olhe bem nos olhos das coisas, nem me considero escritor no real sentido da palavra, talvez eu seja mais parecido com um fotógrafo.

REVISTA FACTUAL – O que mais lhe motiva a escrever? Existem assuntos em especial ou qualquer experiência do cotidiano é inspiração para um novo texto?

ZACK MAGIEZI – Gosto de reparar no dia que se estende ao meu redor. Acho que é apenas uma ausência de pressa, gosto de reparar nas coisas, nas frases que me dizem.

notas-sobre-ela-zack-magiezi
Um trecho de ‘notas sobre ela’. Suas publicações poéticas colecionam comentários, compartilhamentos e adeptos nas redes sociais. Reprodução/Facebook.

REVISTA FACTUAL – Em ‘notas sobre ela’, podemos perceber o encontro de uma garota com sua própria essência, com uma vividez, talvez reprimida. Este é o exato contexto? E identifica-se em algum ponto com ‘ela’, a protagonista das ‘notas’?

ZACK MAGIEZI – As notas falam de uma jornada de autoconhecimento, onde ela vai descobrindo as coisas que estavam encobertas e isso a fortalece perante o mundo exterior. Estou representado em todos meus textos, de alguma forma meus sentimentos também estão ali. Talvez “ela” seja um pouco de todos nós em diferentes graus. Somos reprimidos, pela sociedade e por nós mesmos.

REVISTA FACTUAL – Seu reduto é em grande parte, as redes sociais, onde publica seus pensamentos. Entretanto, o que vemos na maioria dos casos é que as mesmas servem mais de palco para ataques e ofensas pessoais do que para reflexões. Você vê a poesia e a literatura como uma alternativa para arejar este ambiente? Como classifica este contraste?

ZACK MAGIEZI – A internet é um lugar incrível repleto de manifestações humanas, em uma mesma timeline existem ataques e poemas, acredito de todo coração no poder das palavras, livros mudaram vidas, acredito que além da função artística a escrita provoca reflexão, um olhar para dentro. O fato de diversos escritores usarem a internet para divulgar seus pensamentos, aflições e deslumbres é incrível, uma revolução silenciosa.

REVISTA FACTUAL – Você tem cumprido agenda de lançamento do livro ‘Estranherismo’, certo? Conte-nos, como tem sido a aceitação do público pelos lugares por onde tem passado?

ZACK MAGIEZI – Tem sido incrível, ver números ganhando rosto é um pequeno milagre, vejo como os textos chegam as pessoas, elas me contam história, me doam lágrimas e sorrisos. A sensação que eu tenho é que elas estão contando a minha própria história.

REVISTA FACTUAL – E quais são suas ambições literárias (no bom sentido)? Pretende lançar novas obras futuramente? Que caminhos deseja trilhar dentro do universo da escrita?

ZACK MAGIEZI – Já tenho um segundo livro fechado que será “Notas sobre ela”, a diferença é que os textos serão feitos para o livro, nenhum estará na internet antes do lançamento do livro. Também quero lançar alguns contos de realismo mágico, estou escrevendo algo para o Teatro e quero desenvolver pequenos curtas, enfim tudo tem sido uma grande aventura.

estranherismo
Zack Magiezi é autor do livro Estranherismo e prepara uma nova obra denominada “Notas Sobre Ela”. Você pode adquirir o livro pela loja online da Saraiva clicando aqui.
ZACK MAGIEZI NAS REDES SOCIAIS

zack-magiezi2

Facebook: https://www.facebook.com/zackmagiezi
Instagram: https://www.instagram.com/zackmagiezi/
Twitter: https://twitter.com/zackmagiezi
Tumblr: http://estranherismo.tumblr.com/

Vinicius Martins

Editor da Revista Factual, jornalista em formação, cristão, músico, entusiasta da música e designer gráfico. Gosta de ler, tocar violão, bateria e curtir bons sons. Um apaixonado por Goiânia e seus encantos. Motivado pelo aprendizado.

Um comentário em “Zack Magiezi: o olhar poético e romântico da literatura no ambiente virtual

  • 4 de agosto de 2016 a 14:00
    Permalink

    Parabéns pela entrevista.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *