Confira os vencedores do 53° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Premiação virtual ocorreu nesta segunda-feira (21), em transmissão ao vivo pelo YouTube

0
53° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, vencedores 53° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, vencedores Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2020, Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, vencedores Festival de Brasília
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

A organização do 53° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FBCB) revelou, por meio de transmissão ao vivo nesta segunda-feira (21), os vencedores desta edição do evento. A premiação ocorreu no canal da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec-DF) no YouTube.

Realizado entre os dias 15 e 20 de dezembro, em formato online, devido à pandemia da Covid-19, o festival, que teve 698 inscritos, sendo 30 filmes selecionados, contou com exibição pelo Canal Brasil e plataforma Canais Globo. A curadoria e direção artística do evento ficou por conta do cineasta Silvio Tendler, que promoveu uma intensa rodada de debates em painéis transmitidos no canal da Secec.

Veja a lista de vencedores do 53° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro a seguir:

Júri popular

Melhor Longa-Metragem Mostra Competitiva Oficial:
Longe do Paraíso
(Orlando Senna, Ficção, BA, 103min) – (38,4%)

Melhor Curta-Metragem Mostra Competitiva Oficial:
Noite de Seresta
(Muniz Filho, Sávio Fernandes, Documentário, CE, 19min) – (60,7%)

Melhor Longa-Metragem Mostra Brasília:
Candango: Memórias do Festival
(Lino Meireles, Documentário, 119min) – (44,8%)

Melhor Curta-Metragem Mostra Brasília:
Eric
(Letícia Castanheira, Documentário, 13min) – (19,3%)

Mostra Oficial de Longa-Metragem

Júri: Ana Maria Magalhães, Joel Zito Araújo e Ilda Santiago.

Melhor Filme:
Por Onde Anda Makunaíma? (RR)
(Rodrigo Séllos, Documentário, RR, 84 min)
Filme cedido pelo Canal Curta!

Prêmio Especial do Júri:
Ivan, O TerrirVel (RJ)
(Mario Abbade, Documentário, RJ, 103min)

Prêmio Especial pela Montagem:
A Luz de Mario Carneiro (RJ)
(Betse de Paula, Documentário, RJ, 73 min)
Filme cedido pelo Canal Curta!

Mostra Oficial de Curta-Metragem

Júri: Carlos Marcelo, Graciela Guarani e Liloye Boubli

Melhor Filme:
República
(Grace Passô, Ficção, SP, 15m30s)

Melhor Direção:
Rodrigo Ribeiro,
A Morte Branca do Feiticeiro Negro
(Rodrigo Ribeiro, Documentário, SC, 11mim)

Prêmio Especial do Júri:
A Tradicional Família Brasileira KATU
(Rodrigo Sena, Documentário, RN, 25mim)

Melhores atuações:
Maya e Rosana Stavis
Pausa Para o Café

Melhor Fotografia:
Gustavo Pessoa
Inabitável
(Matheus Faria e Enock Carvalho, Ficção, PE, 19m57s)

Melhor Roteiro:
Tamiris Tertuliano e William de Oliveira
Pausa Para o Café

Melhor Direção de Arte:
Cris Quaresma
Quanto Pesa
(Breno Nina, Ficção, MA, 23min)

Melhor Montagem:
Tamiris Tertuliano
Pausa Para o Café

Melhor Som:
Anna Luísa Penna, Emilio Le Roux e Fredshon Araújo
Distopia
(Lilih Curi, Ficção, BA, 10m38s)

Menção honrosa:
Elenco de Inabitável
Luciana Souza, Sophia William, Erlene Melo, Laís Vieira, Val Júnior, Carlos Eduardo Ferraz e Eduarda Lemos

Mostra Brasília

Júri: Catarina Accioly, Sérgio de Sá e Débora Torres

Melhor Filme (longa-metragem):
Candango: Memórias do Festival
(Lino Meireles, Documentário, DF, 119min)

Melhor Filme (curta-metragem)
Do Outro Lado
(David Murad, Ficção, DF, 15min)

Prêmio Especial do Júri (longa-metragem):
Utopia Distopia
(Jorge Bodanzky, Documentário, DF, 74min)

Prêmio Especial do Júri (curta-metragem):
Rosas do Asfalto
(Daiane Cortes, Documentário, DF, 19min)

Melhor Direção:
Letícia Castanheira
Eric

Melhor Direção de Arte e Edição:
William Jungmann e Daniel Sena
Algoritmo

Prêmio Cosme Alves Netto

Anistia Internacional do Brasil
Júri: Alexandra Montgomery, Joel Zito Araújo e Jurema Werneck

A Tradicional Família Brasileira KATU
(Rodrigo Sena, Documentário, RN, 25mim)

Prêmio Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema)

Melhor Curta-metragem:
República
(Grace Passô, Ficção, SP, 15m30s)

Melhor Longa-metragem:
Entre Nós Talvez Estejam Multidões (MG, PE)
(Aiano Bemfica e Pedro Maia de Brito, Documentário, MG/PE, 92 min)

Prêmio Canal Brasil de Curtas

Júri: Ricardo Daehn, Maria do Rosário Caetano e Luiz Zanin  

A Morte Branca do Feiticeiro Negro
(Rodrigo Ribeiro, Documentário, SC, 11mim)

Prêmio Marco Antônio Guimarães

Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB)

Candango: Memórias do Festival
(Lino Meireles, Documentário, 119min)

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual Brasília no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui