Atriz e diretora Bárbara Paz vem a Goiânia nesta quinta-feira (13)

Artista apresenta o documentário 'BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou', dentro da programação da 13ª edição da Mostra 'O Amor, A Morte e As Paixões'

0
Bárbara Paz, Bárbara Paz em Goiânia, mostra o amor a morte e as paixões, babenco alguém tem que ouvir o coração e dizer parou, Lumière Banana Shopping
Bárbara Paz. Foto: divulgação

A atriz e diretora Bárbara Paz chega a Goiânia nesta quinta-feira (13), para a estreia de seu documentário ‘BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou’, inspirado na história de vida de seu marido. A exibição faz parte da 13ª edição da Mostra ‘O Amor, A Morte e As Paixões’, a partir das 19 horas, no Cinema Lumière do Banana Shopping. O documentário traça um paralelo entre a arte e a doença do cineasta Héctor Babenco.

+ LEIA MAIS: 13ª edição da Mostra ‘O Amor, A Morte e As Paixões’ começa na próxima quarta-feira (12), em Goiânia

A produção revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e realizações, num confronto entre vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida. Do primeiro câncer, aos 38, até́ a morte, aos 70 anos, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo. ‘BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou’ é o primeiro documentário de Bárbara Paz mas, também, de certa forma, a última obra de Hector – “um filme sobre filmar para não morrer jamais”, como afirmava ele.

Para a artista a produção do filme foi uma maneira de retratar todo seu amor pelo diretor. “Toda forma de amor vale a pena. Eu precisava retratar esse amor e congelar esse homem. Eu precisava deixar isso registrado, e foi assim que eu percebi que o mundo precisa de mais de amor”, comenta. Bárbara Paz foi casada com Hector Babenco de 2010 até a morte do cineasta, por parada cardíaca, em 2016.

Premiações

O documentário acaba de conquistar mais um prêmio no Festival Internacional de Cinema de Mumbai, na Índia. O longa foi premiado como Melhor Documentário. O festival é o mais importante na indústria mundial do cinema indiano. O cônsul do Brasil em Mumbai, Guilherme Patriota, foi receber o prêmio pelo filme.

Na 76ª edição do Festival de Veneza, Bárbara Paz foi premiada como diretora. Ao receber o prêmio, Bárbara fez um duro discurso contra a onda de censura no Brasil. “Este prêmio é muito importante para o meu país. Precisamos dizer não à censura: vida longa à liberdade de expressão!”, afirmou.

Sinopse

“Eu já vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela” – disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida. Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista de sua própria morte. Nesta imersão amorosa na vida do cineasta, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas.

Confira o trailer a seguir.

o amor a morte e as paixões, o amor a morte e as paixões 2020, 13ª edição Mostra o amor a morte e as paixões, cinema lumiere banana shopping, goiânia

SERVIÇO

Filme: ‘BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou’

Quando: quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020
Horário: às 20h
Onde: Cinema Lumière, Banana Shopping (Avenida Araguaia, Nº 376, Centro de Goiânia)

Valor: R$ 24 (entrada inteira); R$ 12 (meia entrada) – Na Mostra todos pagam meia

Valor para parceiros: Adufg, Apuc, Clube O Popular, Sinpro/Go e Unimed R$ 10

* Professores da Adufg, Apuc e Sinpro/Go podem retirar ingressos gratuitamente na sede da associação/sindicato – mediante disponibilidade

Passaporte para a mostra:

  • Ouro: R$ 270 (30 ingressos)
  • Prata: R$ 200 (20 ingressos)
  • Bronze: R$ 110 (10 ingressos)

Mais informações e programação: cinemaslumiere.com.br/mostra

WhatsApp Factual

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui