Marielle Franco engravidou aos 16 anos, foi esposa de Marcinho VP e eleita pelo Comando Vermelho?

0
Marielle Franco
Ainda com o propósito de minimizar o crime e sujar a imagem da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), morta na última quarta-feira (14), uma série de informações veio à tona nas redes sociais, associando a parlamentar ao Comando Vermelho – dizem até que ela teria sido eleita pela facção criminosa.

A tentativa de se criar uma ‘cortina de fumaça’ em torno da morte da vereadora não para por aí. A lista, intitulada “Quem era Marielle” diz ainda que ela seria ex-mulher do traficante Marcinho VP e que teria engravidado aos 16 anos.

O site Boatos.org, atuante na tarefa de desvendar farsas e mentiras na internet, os hoaxes, checou as informações e constatou que não passam de rumores mentirosos. Vamos lá!

Marielle Franco engravidou aos 16 anos?

Mentira  A vereadora foi mãe aos 19 anos. Os erros já começam aí.

Marielle Franco foi esposa de Marcinho VP?

Mentira – Não há nenhuma fonte confiável que apresente esta informação. Há dois traficantes famosos pelo nome de ‘Marcinho VP’. Uma fonte próxima à vereadora negou o fato e disse se tratar de um “completo absurdo, que só pode ter sido escrito por alguém de muita má fé.”

Motivos “geográficos” e “matemáticos” eliminam a hipótese. Voltando aos dois ‘Marcinho VP’, Márcio Amaro de Oliveira, traficante que comandava a favela Santa Marta morreu em 2003. A comunidade que comandava estava 18 km distante do Complexo da Maré, o que dificultaria o casamento. Em 2000, ele estava preso e nos últimos anos antes de sua morte, se refugiou longe do Rio, o que dificultaria ainda mais o relacionamento.

Já Márcio dos Santos Nepomuceno vivia no Complexo do Alemão, cuja distância do Complexo da Maré é de 8 km. O porém é que ele está preso desde 1997 e não haveria a possibilidade deste relacionamento ter acontecido sem que fosse de conhecimento inclusive da mídia. Os boatos, portanto, não se sustentam.

Marielle Franco foi eleita pelo Comando Vermelho?

Mentira – Outro hoax. Fonte ouvida pelo Boatos.org contou que Marielle nunca teve qualquer relação com o tráfico de drogas. Disse ainda que quem conhece a vida em uma favela, sabe como é difícil ser liderança lá sem dialogar com o tráfico.

Para além desta declaração, o site checou onde foram obtidos os votos que elegeram Marielle Franco vereadora. A maioria deles não veio das favelas, mas da Zona Sul do Rio de Janeiro, de acordo com o levantamento do site O Antagonista.

Uma matéria do jornal O Globo mostrou que as três seções que mais deram votos para Marielle foram a 17ª (Gávea, Leblon), 206ª (Copacabana) e 252ª (Copacabana, Ipanema e Lagoa). Ou seja, os votos não vieram das comunidades dominadas pelo tráfico. Nestas, a vereadora teve votação considerada pífia.

As checagens podem ser feitas por qualquer pessoa, no site do TRE-RJ. No mais, nenhum destes boatos foi compartilhado por qualquer veículo de origem confiável.

É bom lembrar que as investigações ficam a cargo da Polícia e no devido tempo, ela dará as respectivas informações. O intuito desta matéria é impedir que notícias falsas se disseminem na internet, no intuito de induzir usuários a conclusões erradas e precipitadas.

LEIA TAMBÉM: Opinião: O assassinato de Marielle Franco escancarou o lado mais podre, doente e nojento do Brasil

Fake news: como identificar?
Fake News
Reprodução/The Daily Caller

O site Boatos.org dá algumas dicas para reconhecer fake news. Geralmente, estas são vagas, alarmistas e possuem erros de português.

As recomendações da FACTUAL são as seguintes: deve se ficar atento, pois algumas destas matérias são bem escritas e se utilizam de elementos verdadeiros – pelo menos parcialmente. Fique de olho em URLs, não compartilhe notícias sem conhecer seu conteúdo, apenas por causa das manchetes e não repasse textos, correntes, áudios e vídeos que não sejam de fontes idôneas.

A FACTUAL também está em guerra contra as fake news. Fique ligado na coluna ‘Fake Dói’!

Capa: reprodução.

Fonte: Boatos.org 

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui