Mulheres nascidas para lutar

4
Dia Internacional da Mulher

Elas falam, elas gritam, elas opinam, elas choram, elas geram vidas, elas comandam, elas são reconhecidas, são intuitivas, elas são fortes e ora frágeis. É como dizem por aí: elas são mulheres.

Como dizem no dito popular: “Com mulher não se brinca, parceiro. Elas conseguem assoviar e chupar cana.”

Hoje, no dia 8 de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher, data essa muito justa pelas lutas enfrentadas pelas mulheres dos nossos antepassados. Lutas essas que continuam nos dias de hoje com muita força.

Vivemos um mundo machista. Percebemos que quanto mais as mulheres ganham uma luta, elas se deparam com mais dez imposições a sua frente, provocadas pelos machismos e achismos de uma grande parte (ainda) da sociedade com mente de concreto. O triste é se deparar nos dias atuais com outras mulheres envoltas de personalidades e abraçando o machismo, e assim dificultando ainda mais esse romper do empoderamento feminino.

Empoderamento feminino é a nova ordem do momento. A mulher nos dias atuais tem tido mais consciência de quem ela é e de sua importância na sociedade, fazendo escolhas conscientes sobre sua posição, posturas e defesa de seus direitos — direitos esses adquiridos com muita luta ao longo do tempo, e com a braveza de quem ainda tem muito que conquistar.

As mulheres criaram voz em todos os seus espaços e no mundo, se fazendo serem ouvidas, impondo limites quanto ao seu corpo e escolhas e disponíveis a pagar o preço das consequências, sejam essas positivas ou negativas.

A mulher contemporânea independente de sua cor, gênero, posição social e profissional, está mais independente e se deparando com uma maturidade mais precoce e em constante e eterna busca por respeito e reconhecimento social. São mulheres que estão se amando e se respeitando mais, não aceitando imposições das mídias capitalistas e opiniões cruéis, cheias de preconceitos e depreciações.

Ser uma mulher empoderada é ter sua própria personalidade. É tomar as rédeas de sua vida baseada em seu ponto de vista e experiências pessoais. A palavra empoderamento é um termo muito abrangente que poderíamos discorrer por horas, dias e linhas. Mas o primordial é convencer você, mulher, que você é única, bonita e autossuficiente, e não importa quais sejam as opiniões contrárias.

Nesse dia especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher meu recado é: Se Ame – Se Respeite – Se Ilumine – Seja corajosa – Seja Feliz!

O preço do amor não é barato. Reescreva suas histórias, tome um café ou chocolate quente com você mesma, anote seus sonhos e planos, e se realize todos os dias nas pequenas coisas. DIGA NÃO ao que te faz infeliz e DIGA NÃO gritado quando quiserem te colocar na caixinha do medo e insegurança. Que nossa luta seja pelo fim de apenas suportar as amarguras e frustrações impostas pela vida. Sejamos plenas!

Quero deixar a letra de uma música cantada por Cássia Eller, chamada Primeiro de Julho:

Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha,
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser
Sou Deus, tua deusa, meu amor
Alguma coisa aconteceu
Do ventre nasce um novo coração

Parabéns a todas as mulheres brasileiras lindas, cheias de garra e coragem. E que nunca desistamos de nós!

A autora

Ana Paula Bissant Dia Internacional da Mulher

Ana Paula Bissant
Jornalista em formação. Orgulho de ser goiana, apaixonada por viagens, cinema, músicas e livros. Sempre pronta para novos desafios. Acredito que amigos são essenciais para nossa construção como humanos melhores. Sigo acreditando que, se queremos, podemos!

Os textos publicados na coluna ‘Polideias’ não refletem necessariamente o pensamento da Factual, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Capa: reprodução/mwmn.org.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

VEJA TAMBÉM

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui