Cerveja é melhor que paracetamol para aliviar dores, sugere estudo

0
cerveja é melhor que paracetamol
Foto de capa: reprodução/internet.

Certa canção popular brasileira diz: “Bebo pra ficar ruim. Pra ficar bom tomo remedim”. Porém, um estudo produzido pela Universidade de Greenwich pode desmistificar tal asserção. Segundo artigo publicado no periódico científico The Journal of Pain, a cerveja é melhor que paracetamol – ou pelo menos pode ser – para aliviar dores, devido aos efeitos analgésicos do álcool.

O resultado é amparado por uma meta-análise de 18 experimentos controlados, que envolveram 404 participantes e detectaram efeitos analgésicos no álcool. A presença de um nível de álcool de aproximadamente 0,08% no sangue, diminui a intensidade do incômodo no corpo em 25%. De acordo com o estudo, maior teor alcoólico no sangue está associado a maior analgesia.

Conjuntamente, os resultados sugerem que o álcool é um analgésico eficaz que proporciona reduções clinicamente relevantes nas avaliações da intensidade da dor, o que poderia explicar o abuso da substância por parte de algumas pessoas que sofrem com dores.

“O álcool pode ser comparado a drogas opioides, como a codeína, e seu efeito é ainda mais poderoso que o do paracetamol”, contou o autor da pesquisa, Trevor Thompson, ao jornal britânico The Sun.

Comprovação e consequências

No entanto, os pesquisadores advertem que mais pesquisas são necessárias para confirmar tais descobertas para estados clínicos de dor. Eles reforçam ainda que tal consumo abusivo gera potenciais consequências para a saúde a longo prazo, e pode contribuir para a dependência do álcool daqueles que possuem dores persistentes.

Ou seja, ainda não está totalmente claro se a cerveja é melhor que paracetamol, de fato. Sendo assim, sempre que for tomar aquela cervejinha, beba com moderação, sem abusos. E, claro, jamais dirija após ingerir bebidas alcoólicas. Sua saúde e a das pessoas ao seu redor agradece!

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitterInstagram e WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui