Coronavírus: um guia completo para se proteger da pandemia

Em meio ao crescimento de casos registrados de Covid-19 no Brasil, a FACTUAL preparou um conteúdo repleto de informações para você saber mais sobre a doença e formas para se prevenir

0
Coronavírus, Coronavírus guia completo, dicas prevenção coronavírus, prevenção coronavírus, coronavírus no Brasil
Foto: reprodução/Pixabay

O agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) pelo mundo tem promovido uma série de alterações na rotina das pessoas. No Brasil, o número de casos tem crescido e o Ministério da Saúde tem agido com cada vez mais rigor na tentativa de conter a doença.

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

Com o registro de situações de transmissão comunitária, quando não é identificada a origem da contaminação, várias ações tem sido pensadas para barrar o contágio pelo coronavírus. Escolas, universidades, instituições e até o comércio, em grande parte, tiveram que fechar as suas portas temporariamente, o que levou as empresas a liberar seus funcionários para cumprir o período de quarentena em casa ou trabalhar em regime de home office.

Nesse esforço coletivo, cada cidadão pode contribuir com ações simples, mas que podem fazer toda a diferença. Lavar as mãos, evitar aglomerações, restringir o contato social, fazer a prevenção individual, por meio do uso de máscaras e cobrir a boca com o antebraço ou lenço descartável ao tossir e espirrar – já que a doença pode ser espalhada por gotículas de saliva, espirro, tosse ou catarro –, são algumas destas iniciativas que podem reduzir a transmissão do vírus, que é alta, se comparada a outros coronavírus do passado.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, os vírus respiratórios se espalham pelo contato. Por isso é importante manter a prática da higiene frequente e da desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência. É o caso dos celulares, brinquedos, maçanetas, corrimãos, entre outros.

Além da intensificação dos métodos de higiene, a forma de cumprimentar as pessoas também muda. Os abraços, apertos de mão e beijos no rosto devem ser evitados.

No detalhe: medidas de prevenção

Para evitar a proliferação do coronavírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las.

Além do sabão, outro produto indicado para higienizar as mãos é o álcool gel, que também serve para limpar objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas e outros. Para a limpeza doméstica recomenda-se a utilização dos produtos usuais, dando preferência para o uso da água sanitária (em uma solução de uma parte de água sanitária para nove partes de água) para desinfetar superfícies.

Utilizar lenço descartável para higiene nasal é outra medida de prevenção importante. Deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é necessário evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Para a higienização das louças e roupas, recomenda-se a utilização de detergentes próprios para cada um dos casos. Destacando que é importante separar roupas e roupas de cama de pessoas infectadas para que seja feita a higienização à parte. Caso não haja a possibilidade de fazer a lavagem destas roupas imediatamente, a recomendação é que elas sejam armazenadas em sacos de lixo plástico até que seja possível lavar.

Além disso, as máscaras faciais descartáveis devem ser utilizadas por profissionais da saúde, cuidadores de idosos, mães que estão amamentando e pessoas diagnosticadas com o coronavírus. Também é importante que as pessoas comprem antecipadamente e tenham em suas residências medicamentos para a redução da febre, controle da tosse e medicamentos de uso contínuo.

Produtos de higiene também devem ser comprados e armazenados como uma medida de prevenção. No caso das crianças, recomenda-se que os pais ou responsáveis, adquiram fraldas e outro produtos em uma maior quantidade para que se evite aglomerações em supermercados e farmácias.

Para os serviços públicos e privados, é indicada a disponibilização de locais para que os trabalhadores lavem as mãos com frequência, álcool em gel 70% e toalhas de papel descartáveis. Há ainda a orientação sobre o uso de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

O Ministério da Saúde recomenda que a utilização de equipamento de proteção seja feita apenas por pessoas doentes, casos confirmados da doença, contatos domiciliares e profissionais de saúde. Para áreas com transmissão local da doença, é recomendado que idosos e doentes crônicos evitem contato social como idas ao cinema, shoppings, viagens e locais com aglomeração de pessoas.

RESUMO

Formas de contágio:

  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Toque ou aperto de mão;
  • Objetos ou superfícies contaminadas.

Prevenção:

  • Lave bem as mãos com água e sabão. Utilize, preferencialmente toalhas de papel para secá-las. Recomendado o uso do álcool em gel 70%;
  • Ao tossir ou espirrar, cubra a boca com o antebraço ou lenço descartável;
  • Evite o contato social, como abraços, apertos de mão e beijos no rosto. Isso reduz as chances de transmissão do vírus;
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas;
  • Não compartilhe objetos pessoais como talheres, toalhas, pratos e copos;
  • Evite locais com aglomeração de pessoas.

Fonte: Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde.

Para orientar o público, a FACTUAL também produziu um pequeno vídeo com algumas dicas que podem evitar a disseminação do novo coronavírus. Assista a seguir.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui