Após dois anos fechado, Museu de Arte Contemporânea de Goiás reabre com exposições simultâneas

Mostra da artista plástica Fayga Ostrower e coletiva de artistas do Planalto Central marcam a reabertura do MAC

0
Museu de Arte Contemporânea de Goiás, MAC, MAC Goiás, exposições MAC, reabertura MAC
Foto: Cauê Moreno/divulgação

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC), fechado ao público há dois anos devido à pandemia da Covid-19, será reaberto com duas exposições. A solenidade de abertura será realizada nesta quinta-feira (31), às 20 horas, no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), em Goiânia. As mostras terão entrada gratuita e ficarão disponíveis ao público até o dia 27 de maio.

Um dos destaques é o acervo doado pelo Instituto Fayga Ostrower em comemoração ao centenário de nascimento da artista plástica. No mezanino do MAC, serão exibidos 45 trabalhos doados pelos filhos de Fayga, Ana Leonor (Noni) e Carl Robert, ao museu do Centro Cultural Oscar Niemeyer.

Gravadora, pintora, desenhista, ilustradora, teórica da arte e professora, Fayga Ostrower nasceu na Polônia, veio com a família para o Brasil como refugiada, rompeu com o figurativismo e abraçou o abstracionismo. Cinara Barbosa, curadora da mostra ‘Fayga Ostrower: diálogos ativos’, acredita que o primeiro benefício da doação é a participação do MAC nas comemorações do centenário da artista.

Cinara adianta detalhes da exposição: “O que eu trago nessa curadoria é buscar sinalizar a face dessa artista, mulher, como uma intelectual preocupada em, além de criar, pensar e falar sobre arte. A proposta é apresentar um pouco tanto da produção gráfica da Fayga como criar uma sala de conversa, uma sala de estudos. E que o MAC tenha a possibilidade de estimular campos de estudo em relação à obra dela para refletir e produzir arte”.

‘Conversas: resistência e convergência’

Com inauguração na mesma data, no andar térreo do MAC, a mostra ‘Conversas: resistência e convergência’, com curadoria de Paulo Henrique Silva, apresenta obras de 51 artistas contemporâneos do Planalto Central que pertencem ao Museu de Artes Plásticas de Anápolis (Mapa). A exposição é um recorte temporal que busca criar uma espécie de raio-x da produção regional, apresentando um coletivo de artistas que moram e trabalham nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

De acordo com o curador, a mostra busca compreender a arte da Região Centro-Oeste como um dos eixos que compõem a produção brasileira. “O imaginário do exótico e da potência da arte realizada fora do circuito Rio-São Paulo tem chamado a atenção para a arte contemporânea do Planalto Central, instigando novas investigações sobre uma produção expressiva em volume e qualidade que, até então, por muitas vezes, foi excluída de importantes mostras do cenário nacional”, define Paulo.

SERVIÇO

Exposições ‘Fayga Ostrower: diálogos ativos’ e ‘Conversas: resistência e convergência’

Quando: de 31 de março a 27 de maio de 2022
Horários: terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h
Onde: ‘Fayga Ostrower: diálogos ativos’ – Mezanino MAC-GO | ‘Conversas: resistência e convergência’ – Térreo MAC-GO
Endereço: Centro Cultural Oscar Niemeyer – Avenida Jamel Cecílio, nº 4490, Setor Fazenda Gameleira – Goiânia/GO

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui