Goiás receberá jogos da Copa América, diz Bolsonaro

Entretanto, o governador Ronaldo Caiado disse que, após conversar com sua equipe técnica, determinou uma série de condições para que as partidas sejam realizadas em Goiânia

0
Copa América, Goiás receberá jogos da Copa América, Goiás será uma das sedes, Jogos em Goiás, Copa América em Goiás
Estádio Olímpico, em Goiânia. Foto: Lailson Damásio/Governo de Goiás

É oficial! A Copa América será disputada no Brasil e Goiás vai ser uma das sedes do evento esportivo no país. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (1º), pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que deu o assunto por encerrado, mesmo em meio à onda de críticas que o governo tem recebido por decidir sediar a competição.

LEIA TAMBÉM:

“Escolhemos as sedes em comum acordo, obviamente, com os governadores. Agora, já tivemos quatro governadores: aqui de Brasília, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Goiás. E mais um agora, que chegou um pouco atrasado, também se prontificando a sediar a Copa América. Então, ao que tudo indica, prezado [Marcelo] Queiroga [ministro da Saúde], seguindo os mesmos protocolos, o Brasil sediará a Copa América”, disse Bolsonaro.

A informação também foi divulgada pelo ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, em seu perfil no Twitter. “Confirmada a Copa América no Brasil. Venceu a coerência! O Brasil que sedia jogos da Libertadores, Sul-Americana, sem falar nos campeonatos estaduais e brasileiro, não poderia virar as costas para um campeonato tradicional como este. As partidas serão em MT, RJ, DF e GO, sem público”, escreveu.

De acordo com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), as datas de início e final da Copa América – 13 de junho e 10 de julho de 2021, respectivamente – estão confirmadas.

Jogos em Goiás

Também nas redes sociais, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), se manifestou sobre o assunto. Após o Estado ter sido consultado sobre a disponibilidade para receber jogos da Copa América, ele disse ter conversado com sua equipe técnica e determinado uma série de condições para que os jogos sejam realizados em Goiânia.

As medidas definidas pelo governador estabelecem que todas as partidas e treinos não contem com torcida e que seja montado um sistema estilo ‘bolha’, para proteger atletas, arbitragem, comissão técnica, imprensa e todos os envolvidos direta e indiretamente com o processo.

O governador também determinou que a Conmebol vacine todos os envolvidos na competição. “Além disso, não aceitamos gastar um centavo com a competição. Qualquer investimento de infraestrutura será por conta deles. Inicialmente, os jogos serão no Estádio Olímpico, sem público. E o Serra Dourada vai servir de suporte”, pontuou o chefe do executivo estadual, que afirmou que todas as exigências foram aceitas.

Segundo Caiado, o assunto não deve ser politizado. “Não podemos politizar esse assunto de Copa América. Porque estamos tendo Campeonato Brasileiro, Sul-Americana, Libertadores e Eliminatórias. Tivemos estaduais. Qual a diferença se protocolos até mais rígidos de segurança serão tomados? É preciso pensar na saúde e ter coerência”, declarou.

Posicionamento da Prefeitura de Goiânia

Em nota à imprensa, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), disse ter recebido uma ligação do governador Ronaldo Caiado nesta terça-feira, para consultá-lo sobre a realização da Copa América em Goiás.

O prefeito lembrou que os estádios da capital são geridos pelo Estado e que, estabelecidos protocolos sanitários seguros, é favorável à realização do torneio, assim como ocorreram partidas dos campeonatos nacionais da Série A e B, Copa Sul-Americana e Copa do Brasil em Goiânia.

Entenda

Prevista para ocorrer na Argentina e na Colômbia, a Copa América 2021 teve sua suspensão em território argentino anunciada pela Conmebol na noite do último domingo (30). A decisão foi motivada pelo cenário da pandemia da Covid-19 no país.

Na Colômbia, a realização do torneio foi descartada no último dia 20 de maio, devido à tensão social entre manifestantes e policiais, por conta de protestos contra o governo.

A transferência da Copa América para o Brasil foi anunciada na manhã desta segunda-feira (31) pela entidade, que agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), responsáveis pelo aval para a realização do evento esportivo no país.

Participam da competição os 10 países sul-americanos membros da Conmebol. São eles: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

A estreia da Seleção Brasileira na Copa América está marcada para o dia 14 de junho, uma segunda-feira, às 20 horas, contra a Venezuela, pelo Grupo A. Os adversários seguintes são o Peru, a Colômbia e o Equador.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui