Projeto de Lei polêmico quer restringir horário de funcionamento de bares e restaurantes em Goiânia

0
movimento-bares-goiania

Repercutiu mal o projeto de Lei proposto pelo vereador Paulo da Farmácia (PROS) que visa limitar o horário de funcionamento de bares e restaurantes em Goiânia. A medida sugere que os estabelecimentos devem funcionar de 6h às 23h30, de segunda a sexta, e das 6h às 24h, nos finais de semana e tem o intuito de diminuir os índices de criminalidade na cidade.

A questão ficou ainda mais acirrada quando durante sessão ocorrida no dia 16 de março, o vereador Anselmo Pereira (PSDB), presidente da Câmara de Vereadores de Goiânia se referiu aos frequentadores de bares de “cornos” e “delinquentes”. Na ocasião estavam presentes comerciantes que representam o setor e autoridades da segurança pública.

A proposta é defendida pelo vereador Anselmo Pereira, que apresentou números afirmando que cerca de 30% da criminalidade acontece em frente aos bares após a 1h da madrugada.

Empresários do ramo e clientes se posicionaram e iniciaram a campanha #nãosoudelinquente com forte adesão nas redes sociais. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) vê com preocupação a medida, que pode prejudicar o faturamento do setor e resultar em demissões.

vereadores-movimento-bares
Imagens divulgadas nas redes sociais questionando o projeto. Divulgação/Facebook.

O tenente-coronel Ricardo Rocha esclareceu que a meta da Polícia Militar, desde que ele assumiu há 15 dias, é solidificar a presença dos policiais nas ruas. Em relação ao projeto, ele explicou que é “um assunto delicado e que envolve muitos interesses. Sou favorável à delimitação de horários diante da diminuição de crimes. Esse projeto é viável e necessário, mas é preciso encontrar um meio termo que não prejudique os proprietários de bares e restaurantes”.

No final da audiência, o comandante do policiamento apresentou ao propositor da matéria, vereador Paulo da Farmácia, uma sugestão de alteração para satisfazer todos os interesses. Ele propôs que o funcionamento seja das 6h até às 24h, de segunda a sexta, e das 6h até às 2h, nos finais de semana.

O vereador Anselmo Pereira se desculpou pela fala.

(Com informações da Câmara Municipal)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui