Coronavírus: por baixa adesão, Caiado não deve publicar novo decreto de isolamento social, em Goiás

Governador justificou a decisão em virtude do posicionamento contrário de setores da sociedade e da transferência de toda a responsabilidade para o Estado

0
novo decreto, Caiado não deve publicar novo decreto, novo decreto coronavírus Goiás, Ronaldo Caiado novo decreto, coronavírus novo decreto goias, novo decreto de Caiado, decreto estadual Nº 9.653, decreto Caiado, o que pode funcionar em Goiás, decreto Nº 9.653 Goiás
Foto: SECOM/Governo de Goiás

O governador Ronaldo Caiado não deve publicar o novo decreto aguardado para esta semana, com regras mais rígidas em relação às medidas de isolamento social em Goiás, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O motivo seria a baixa adesão por parte da população e de setores da sociedade.

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

Em entrevista concedida à rádio CBN Goiânia na manhã desta quinta-feira (14), Caiado criticou o posicionamento contrário da sociedade e de lideranças estaduais ao novo decreto. Segundo o governador, a população tem transferido a responsabilidade de todo o cenário atual para o Estado.

“Se tiver desemprego a culpa é do governo e se tiver falta de leito, é o governo também”, disse Ronaldo Caiado. Durante a entrevista, o governador mencionou que vem realizando diversas reuniões desde o início da semana em busca de apoio para o novo decreto. Entretanto, não conseguiu até o momento a adesão necessária.

De acordo com o governador, não faz sentido publicar o novo documento sem o apoio esperado. “Decreto pra quê, se as pessoas não vão aderir?”, afirmou. Ele salientou ainda que a responsabilidade de reforçar a fiscalização é dos municípios.

A queda nos índices de isolamento social preocupa. A taxa registrada em Goiás, que chegou a ser de 60% em outros períodos, fazendo com que o Estado liderasse o ranking, caiu para 37,44%, abaixo da média nacional de 43,1%, conforme estudo divulgado no último domingo (10), pela empresa In Loco.

Dessa forma, até o último boletim divulgado nesta quarta-feira (13) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), Goiás tem 1.225 casos confirmados de Covid-19, com 61 óbitos. Há 13.144 casos suspeitos em investigação e outros 4.176 já foram descartados. O Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen-GO), ainda analisa 188 amostras.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui