Feira E-cêntrica movimenta Vila Cultural Cora Coralina neste fim de semana, em Goiânia

Cerca de cem artistas gráficos, pequenas editoras e coletivos criativos de diversas partes do Brasil integram o evento

0
Feira E-cêntrica, Feira E-cêntrica 2020, Feira E-cêntrica Goiânia, Vila Cultural Cora Coralina, publicações independentes
Foto: Layza Vasconcelos/divulgação

A Vila Cultural Cora Coralina, unidade da Secretaria de Cultura (Secult Goiás), recebe neste sábado (7) e domingo (8), mais uma edição da Feira E-cêntrica de publicações independentes. Na ocasião, o público terá, durante dois dias, um encontro marcado com o universo literário.

O evento é gratuito, promovido pela NegaLilu Editora e pela Casa da Cultura Digital, com apoio do Fundo de Arte e Cultura, da Secult Goiás, e Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Cerca de cem artistas gráficos, autores e autoras independentes, pequenas editoras e coletivos criativos, selos literários, designers e artistas gráficos de diversas partes do Brasil integram a feira, que tem como proposta apoiar à inovação do mercado editorial, a partir de uma postura independente.

No encontro, expositores apresentam, para apreciadores de todas as idades, seus livros especiais, histórias em quadrinhos, zines e artes gráficas. A programação gratuita inclui ainda oficinas, cursos e bate-papos com escritores e editores e pesquisadores, exposições, saraus e lançamentos literários. Além da Vila Cultural, as atividades serão distribuídas também no Centro Cultural da UFG, Evoé Café e ruas do Centro de Goiânia.

O objetivo da feira, que nesse ano de 2020 passa a integrar o projeto ‘Madalena Caramuru’, é impactar a cadeia produtiva do livro de ponta a ponta: estimulando a leitura, formando novos autores, motivando a autopublicação e buscando circulação independente para a produção gráfica e literária.

Segundo a coordenadora da E-cêntrica, a escritora e editora Larissa Mundim, além da qualificação de leitoras e leitores, da valorização da autoria e a atualização do papel das editoras, a estratégia também passa pelo combate à invisibilidade da produção gráfica e literária nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil. Outro incentivo é o fortalecimento e ampliação da atuação de pessoas racialmente e sexualmente sub-representadas desta cadeia produtiva e busca de alternativas de difusão e comercialização da produção.

Para mais informações sobre o trabalho desenvolvido pela e-cêntrica, acesse o site: www.e-centrica.org.

SERVIÇO

Feira e-cêntrica

Quando: sábado e domingo, 7 e 8 de março de 2020
Onde: Vila Cultural Cora Coralina – Rua 3, s/n – Setor Central, Goiânia/GO (atrás do Teatro Goiânia)
Entrada gratuita

Programação:

Sexta-feira, 6 de março

14h às 17h Oficina Peripatética de Escrita Criativa, com Cássia Fernandes (GO) – parte 1
Local: Ruas do Centro de Goiânia

14h às 17h – Oficina de zine para professores: Publique-se!, com Rico Lopes.
Local: Centro Cultural UFG

17h30 às 19h30 – Roda de conversa: Que negócio é esse?, com publicadores empresários de GO, SP, MG, PE e DF

20h – Sarau de abertura da feira e-cêntrica.
Local: Evoé Café

Sábado, 7 de março

Local: Vila Cultural Cora Coralina

  • 9h às 12h – Oficina Peripatética de Escrita Criativa, com Cássia Fernandes (GO) – parte 2
  • 9h às 12h– Oficina de Contação de histórias para crianças, com Juliana Mado (GO)
  • 9h às 12h– SINGULARIDADES: oficina de Desenho, com Ana Paula Francotti (SP)
  • 11h às 20h – Feira e-cêntrica de publicações independentes
  • 14h às 17h – Oficina de escrita poética, com Lucão (GO)
  • 14h às 17h – Oficina de carimbos artesanais, Rebellium Coletiva (GO)
  • 14h às 17 – Oficina de livro cartonero, com Tatiana Nascimento (DF)
  • 14h às 18h – Minicurso: Editoração e tratamento do texto para publicação, com Lizandra Magon (SP)
  • 16h às 18h – Intervenção artística: Retrato cego
  • 17h15 às 19h – Bate-papo com autores: Diversidade, inclusão e acessibilidade
    Nádia Köller: memórias e receitas de Goyaz, com Ana Christina da Rocha Lima (GO) Sobreviventes do Césio 137, com Carla Lacerda (GO)
    Fatos, afetos e preconceitos, com Chyntia Barcelos (GO)
  • O baú do Menino Deus, com Ademar de Queiroz (SP)
  • 19h30 – Lançamento literário coletivo

Domingo, 8 de março

Local: Vila Cultural Cora Coralina

  • 10h às 13h – Oficina de Colagem, com Beatriz Perini
  • 10h às 13h – Oficina de Modelagem em Massinha como estratégia de mediação de leitura para crianças, com Larissa Toschi
  • 10h às 13h – Oficina de zine, com Adriana Mendonça (GO)
  • 13h às 20h30 – Feira e-cêntrica de publicações independentes
  • 14h – Abertura das exposições Carimbolé (resultado da oficina de carimbo artesanal) e Singularidades (resultado da intervenção artística)
  • 14h às 17h – Oficina de Encadernação artesanal, com Telma Camargo (GO)
  • 14h às 17h – Oficina de Linogravura, com Luiz Antena
  • 14h às 17h – Oficina de Desenho contemporâneo, com Patrícia Ferreira (GO)
  • 14h às 16h – Bate-papo: Desafios contemporâneos da ilustração no mercado editorial, com Ciça Fitipaldi (GO) e convidados
  • 16h às 18h – Bate-papo: Novas estratégias de distribuição no mercado editorial, com Lizandra Mago (SP) e convidados
  • 18h30 – Lançamento literário coletivo

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui