Léo Mendanha, ex-deputado e pai do prefeito de Aparecida de Goiânia, morre vítima da Covid-19

Internado desde o dia 21 de março no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, Léo não resistiu às complicações da doença

0
Léo Mendanha
Léo Mendanha com o filho, o prefeito Gustavo Mendanha. Foto: reprodução/Instagram

O ex-deputado estadual Léo Mendanha, pai do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, morreu na noite desta terça-feira (6), aos 66 anos, por complicações decorrentes da Covid-19.

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

Após testar positivo para a doença, Léo foi internado no dia 17 de março, no Hospital Santa Mônica, em Aparecida de Goiânia. Com o agravamento do quadro clínico, precisou ser intubado no dia 20 de março.

Por decisão da equipe médica, Léo Mendanha foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, no dia 21 de março. Na ocasião, o ex-deputado apresentava comprometimento de 90% dos pulmões.

Grande parte da família foi infectada pelo vírus. No começo de março, a esposa de Léo, Sônia Melo Mendanha, de 61 anos, mãe de Gustavo, além dos filhos mais novos do prefeito – Luiza, de 8 anos e Emanuel, de 2 anos –, testaram positivo para a Covid-19.

No dia 21 de março, a primeira-dama e secretária de Assistência Social do município, Mayara Mendanha, também testou positivo. No dia 24 de março, foi Gustavo quem recebeu o diagnóstico. O prefeito foi internado no dia 1º de abril, também no Hospital Santa Mônica, para melhor condução do tratamento.

Nesta terça-feira (6), o gestor testou negativo. Conforme o último boletim médico, seu quadro de saúde tem evolução clínica satisfatória com significativa melhora do padrão respiratório e foi iniciada a retirada gradual da oferta de oxigênio.

Em um texto repleto de emoção publicado em seu perfil no Instagram, Gustavo Mendanha falou sobre a morte do pai:

“É difícil expressar o sentimento que está no meu peito. Perdi não só um pai, perdi não só um amigo, perdi o maior incentivador da minha vida. Meu pai era meu alicerce, era minha base, minha raiz, minha estrutura abaixo da envergadura que me tornei. O homem provavelmente mais humilde e simples que conheci, desprovido de vaidade. E com um coração que não cabia no peito. Sempre disposto a ouvir os que normalmente não eram ouvidos, atento, e sempre querendo trazer resoluções. Se nesse momento existe a falta de lealdade nas pessoas, essa talvez seja a maior característica de meu pai. Leal a Deus, aos seus princípios e aqueles que ele sempre seguiu. Os próximos dias não serão fáceis, não está sendo fácil pra nossa família. Mas agradecemos a Deus pelo tempo que nos concedeu com esse homem maravilhoso. Seguirei seus exemplos junto com a nossa família. Lembrando do que ele sempre dizia “combati o bom combate e guardei a fé”. A nossa fé permanece inabalável no Deus de Israel. Sairemos dessa fornalha ainda mais fortes. Meu eterno amor ao meu pai. Peço que orem por todos os que estão sofrendo hora com as perdas, hora com a doença. Jesus Vive e Reina pra Sempre! Papai te amo, e toda nossa família. Descanse em paz nos braços do Pai! Breve Jesus vem, estaremos novamente juntos.”

Trajetória política

De acordo com informações do portal da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Léo Mendanha foi secretário da Ação Urbana e Secretário de Obras da Prefeitura de Aparecida de Goiânia entre 1982 e 1988, além de ter exercido a função de Fiscal de Rendas do Município.

Também foi vereador na cidade, pelo PMDB – hoje MDB – de 1989 a 1992. Neste período, foi líder do partido na Câmara Municipal de Aparecida. Ocupou ainda o cargo de secretário de Finanças do Município de 1992 a 1994.

Teve dois mandatos como deputado estadual, de 1995 a 1999 e de 1999 a 2003.

Nascido em 29 de novembro de 1954, na cidade de Inhumas, a 48 km de Goiânia, Léo, cujo nome de batismo é Liosmar Evaristo Mendanha, deixa a esposa, Sônia; três filhos: Gustavo (atual prefeito de Aparecida), Danilo e Taize; e netos.

Repercussão

No meio político, autoridades manifestaram pesar pela morte de Léo Mendanha. Nas redes sociais, o governador Ronaldo Caiado (DEM) escreveu: “Foi com muita tristeza que recebi a notícia da morte do ex-deputado Léo Mendanha. Gracinha e eu reforçamos nossas orações para que Deus conforte os familiares, representados pelo prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, e dê forças nesse momento de dor. Contem com a gente.”

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), também expressou pesar pela morte do ex-deputado.

É com imensa tristeza que recebo a confirmação da morte de Léo Mendanha, ex-deputado e pai do meu amigo e prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha.

Minha solidariedade a toda a família neste momento tão difícil. Recebam minhas orações pedindo a Deus que conforte o coração de cada um.

Temos enfrentado dias terríveis e perdido muitos companheiros para este vírus maldito.

Que Deus nos proteja!

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui