Escalonamento em Aparecida de Goiânia entra no cenário verde a partir do próximo domingo (2)

Com escalonamento regional vigente desde o dia 15 de março, cidade entra no cenário de risco baixo após 60 dias de isolamento social horizontal

0
Escalonamento em Aparecida de Goiânia, escalonamento Aparecida de Goiânia, Aparecida de Goiânia cenário verde, Isolamento Social Intermitente, escalonamento regional
Macrozona Cidade Livre. Foto: Wigor Vieira/Secom Aparecida

O escalonamento em Aparecida de Goiânia entrará no cenário verde de risco baixo a partir do próximo domingo (2/5). Com isso, duas macrozonas passam a fechar as atividades econômicas não essenciais um dia da semana, de segunda a sexta-feira. A decisão foi tomada em reunião do Comitê de Prevenção e Enfrentamento a Covid-19 realizada nesta terça-feira (27).

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

Dividida em 10 macrozonas, a cidade completará 60 dias de Isolamento Social Intermitente no sábado (1º/5). O formato de escalonamento regional como forma de impedir o avanço dos casos e óbitos por Covid-19 no município foi adotado no dia 15 de março, após 14 dias de isolamento social horizontal, em que todos os estabelecimentos foram fechados. Neste período, a cidade encontrava-se no cenário laranja de risco alto, conforme Matriz de Risco seguida pela Secretaria Municipal de Saúde, e editada pelo Ministério da Saúde.

Divisão das macrozonas no cenário verde (risco baixo). Foto: divulgação/Secom Prefeitura de Aparecida

Conforme dados do painel da Covid-19, no dia 1º de março, quando medidas mais rígidas de combate a pandemia foram tomadas, a cidade estava com 86% dos leitos públicos de UTI Covid ocupados e a busca por internação era alta. A partir de então, abriu-se novos leitos para atender a demanda, tanto de UTI, quanto de enfermaria, chegando a 352 leitos exclusivos para tratamento da covid-19.

Após o aumento de leitos e 98% de adesão da população ao isolamento social intermitente por escalonamento regional, com regras e medidas sanitárias rígidas, a cidade experimentou um resultado positivo no enfrentamento à pandemia. Juntamente com a testagem em massa que completou um ano no dia 22 de abril, totalizando mais de 250 mil testes RT-PCR realizados no município, observou-se a redução do número de casos ativos, que indicaram ainda uma queda no coeficiente de prevalência da Covid-19, chegando a marcar 0,88 no dia 17 de abril.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) indicaram uma queda significativa dos números da pandemia em Aparecida de Goiânia, com declínio dos casos ativos de Covid-19, fazendo com que a cidade entrasse no cenário amarelo de risco moderado ainda no dia 12 de abril. Conforme números do último boletim epidemiológico, publicado em 26 de abril, o município somava 864 casos ativos e estava com 54% dos leitos públicos de UTI ocupados, 30% a menos do que a ocupação no início de março.

Esses dados, aliados à baixa letalidade, manutenção da força de trabalho da saúde municipal e regularidade nos estoques de EPIs, foram fatores técnicos que contribuíram para a entrada da cidade no cenário verde de risco baixo no próximo domingo. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Alessandro Magalhães, que também preside o Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 de Aparecida, “a mudança de cenário vem acompanhada de muita responsabilidade e observância cautelosa dos protocolos sanitários de prevenção e enfrentamento à Covid-19. Os cuidados com a saúde devem continuar rigorosamente e as medidas de prevenção devem ser cumpridas”, alertou.

Macrozonas

Segundo o secretário de Saúde, todas as atividades econômicas não essenciais continuam submetidas ao regime de Isolamento Social Intermitente por Escalonamento Regional. Portanto, no cenário verde, a macrozona continua fechando um dia da semana de segunda à sexta-feira e aos domingos todas as dez macrozonas poderão reabrir, observando o cumprimento dos protocolos de cuidado sanitário. No cenário amarelo, a cidade inteira fechava aos domingos.

As 10 macrorregiões foram divididas em Jardim Alto Paraíso, Vila Brasília, Buriti Sereno, Expansul, Papillon Park, Santa Luzia, Zona da Mata, Centro, Cidade Livre e Garavelo. Os fechamentos regionais acontecem um dia por semana, em duas das macrorregiões diferentes. Nas segundas-feiras serão fechados os comércios nas macrorregiões da Vila Brasília e Jardim Alto Paraíso; nas terças-feiras não funcionarão os estabelecimentos da região do Garavelo e Zona da Mata; nas quartas ficam fechadas as macrozonas do Centro e do Expansul; nas quintas-feiras não funcionam as macrozonas do Papillon Park e Santa Luzia. Já nas sextas-feiras, fecham as macrozonas do Buriti Sereno e Cidade Livre. Todas podem abrir aos sábados e domingos.

Veja a seguir o que abre e fecha a cada dia da semana a partir de domingo (2/5), conforme o escalonamento em Aparecida de Goiânia:

Mesmo com a mudança de cenário, a realização de festas, eventos e shows com música ao vivo continua suspensa por tempo indeterminado. Restaurantes, bares e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas, praças de alimentação nos Shoppings Centers, lanchonetes, casas de chá, de suco e similares, poderão funcionar, desde que seja respeitado o horário de funcionamento até as 22 horas.


+ LEIA TAMBÉM: Novo decreto de Goiânia amplia horário de funcionamento de bares e academias e autoriza eventos corporativos

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui