Família pede ajuda para transferir idoso de 81 anos para hospital em Goiânia

Internado desde a semana passada, paciente não se alimenta e teve piora em seu estado de saúde. Portador de Alzheimer, ele foi diagnosticado com pancreatite aguda e precisa passar por cirurgia de urgência. Familiares temem e pedem liberação de vaga.

0
José Maria Gomes, idoso, Alzheimer, pancreatite aguda, internação
O senhor José Maria Gomes, de 81 anos. Foto: divulgação.

A família de um idoso de 81 anos pede ajuda para conseguir uma vaga de internação e uma cirurgia para José Maria Gomes, que é portador de Alzheimer e foi diagnosticado na semana passada com pancreatite aguda. Desde então, ele está internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Setor Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia, onde aguarda procedimento cirúrgico de extrema urgência.

De acordo com a família, desde o dia da internação ele toma apenas soro. Os médicos recomendaram que o idoso ficasse em jejum para que, quando a cirurgia saísse, ele estivesse pronto para ir direto para a operação. Na quinta-feira (3), os médicos solicitaram uma tomografia do abdômen, porém a unidade não tem condições de realizar o mesmo. Diante disso solicitaram que o levassem a outro hospital.

Nesse meio tempo, uma vaga para internação e cirurgia teria surgido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, a família alega não ter sido informada sobre o surgimento da mesma e quando ficaram sabendo, ela já havia sido preenchida por outro paciente. Desde a internação, o idoso não se alimenta, seus rins pararam e seu estado de saúde piorou.

Os familiares contam que apenas dois hospitais em Goiânia podem realizar o procedimento: o Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG) e o Hospital das Clínicas (HC).

Segundo o HGG, as vagas para internação na unidade são administradas pela regulação da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, que gerencia essas vagas e as libera de acordo com a urgência dos casos e disponibilidade de leitos dos hospitais da rede.

A Factual não conseguiu contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia nem com o Hospital das Clínicas até o fechamento desta matéria. Diante do quadro clínico do paciente, a família pede ajuda para transferí-lo para um dos hospitais, para que a cirurgia seja realizada.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia informou à Factual que o paciente José Maria Gomes deu entrada na UPA Buriti no dia 3 de janeiro, com sintomas de pancreatite e pedra da vesícula. De acordo com o boletim, o paciente foi avaliado por médico do Huapa no dia 7 de janeiro e o pedido de internação em unidade especializada está atualizado no sistema à espera de liberação de vaga.

O texto diz ainda que a pancreatite foi estabilizada e a cirurgia do paciente será eletiva, conforme avaliação do cirurgião, isto é, não tem caráter de urgência. Como tratamento até a liberação de vaga, o profissional recomendou hidratação, dieta, controle de dor e vômito. Tais medidas vêm sendo adotadas pela equipe da UPA. A alimentação do paciente está liberada, apesar de constante recusa por parte deste. Contudo, os profissionais estão desenvolvendo estratégias para estimular a alimentação.

Enquanto aguarda transferência para um hospital que possa fazer a cirurgia, paciente está internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Setor Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia. Foto: divulgação.

* Atualizado em 10/01/2019 às 14h04, para inclusão de novas informações.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui