Goiânia recebe '5 X Comédia', com Bruno Mazzeo, Lucio Mauro Filho e elenco neste fim de semana

0
5 X Comédia
Após um hiato de quase 20 anos, o 5 X Comédia, uma das grandes sensações do teatro brasileiro da década de 90 — concebido por Sylvia Gardenberg, produzido pela Dueto e visto por mais de 450 mil espectadores — , voltou repaginado a partir de 2016 com temporadas de sucesso nas principais cidades do País.
A nova montagem, dirigida por Monique Gardenberg e Hamilton Vaz Pereira, agora chega a Goiânia, onde fica em cartaz no Teatro Sesi, neste sábado (25) e domingo (26), com cinco esquetes escritos e interpretados por alguns dos mais incensados nomes do humor e da nova dramaturgia do país.
Nesta versão do século XXI, Bruno Mazzeo, Debora Lamm e Lucio Mauro Filho têm a incumbência de dar vida aos personagens criados, respectivamente, por Antonio Prata, Julia Spadaccini e Gregório Duvivier, enquanto Marcelo Médici e Luis Miranda encenam textos de autoria própria. O espetáculo tem cenário de Daniela Thomas e Camila Schmidt, iluminação de Maneco Quinderé e figurino de Cassio Brasil.

Mais uma vez cinco

Uma auxiliar de limpeza do teatro conta sua hilária história de vida enquanto varre o palco antes do início do espetáculo Percebendo-se ultrapassada pelas princesas contemporâneas, uma Branca de Neve à base de rivotril lê Simone de Beauvoir na tentativa de construir uma nova mulher. Vinda da França para uma palestra sobre sofisticação e elegância, uma impagável e afetada socialite dá dicas de lugares, moda, comidas e drinks para um grupo seleto de convidados. Um pai de primeira viagem recorre a medidas extremas após meses de privação de sono e precisa se explicar na delegacia. Flavio tenta estabelecer regras para uma suruba que começa a rolar durante uma festa no apartamento emprestado da mãe.
Marco do teatro carioca dos anos 1990, o espetáculo 5 X Comédia está de volta pelas mãos de Hamilton Vaz Pereira, diretor-geral das três versões anteriores, e Monique Gardenberg, produtora da montagem original. Dezoito anos depois da última encenação, uma nova geração entra em cena: Antonio Prata, Julia Spadaccini e Gregório Duvivier são os autores dos textos interpretados, respectivamente, por Bruno Mazzeo, Debora Lamm e Lucio Mauro Filho, enquanto Marcelo Médici e Luis Miranda apresentam monólogos escritos por eles mesmos. Desta vez, Hamilton e Monique dirigem juntos as cinco cenas.
No esquete “CLEUSA”, Marcelo Médici interpreta a personagem homônima, uma auxiliar de limpeza do teatro que conta sua hilária história de vida e critica todas as peças e atores em cartaz, enquanto varre o palco antes do início do espetáculo.
Em “BRANCA DE NEVE”, de Julia Spadaccini, a personagem vivida por Debora Lamm luta para se desapegar da vida de princesa: “Dizem que o mundo mudou, que eu não me adequo mais, que sou antiquada, careta, casada. Mas gente, ser casada agora é um problema? Queriam o quê? Uma princesa divorciada? Vivendo pela Lei do Concubinato? Solteira aos 40 fazendo fertilização in vitro, barriga de aluguel, colhendo sêmen em banco de esperma alemão?”
Primeiro texto do escritor e roteirista Antonio Prata para o teatro, “NANA, NENÊ” retrata o desespero do clarinetista Rodrigo (Bruno Mazzeo), um pai enlouquecido entre escolas de mamada e de métodos para fazer o bebê dormir: “Vocês acreditam nisso? Acreditam que não tem Alô Bebê 24 horas?! Se existe alguma coisa que funciona 24 horas neste mundo é um bebê! Nada é mais 24 horas que um bebê! E não tem nenhuma Alô, Bebê 24 horas! Se eu quiser comprar uma máquina de lavar louça agora, eu compro! Se eu quiser comprar falafel agora, eu compro! Se eu quiser sexo ou drogas ou rock ‘n’ roll, eu compro! Não que eu vá comprar, mas tem!”
Em “MADAME SHEILA”, esquete escrito e encenado por Luis Miranda, uma socialite vinda da França faz uma palestra sobre sofisticação e elegância, com dicas de lugares, moda, comidas e drinks para um grupo seleto de convidados. Avessa ao calor do Brasil, ela enaltece os prazeres de uma vida na Europa.
“REGRAS DE CONVIVÊNCIA”, contribuição de Gregorio Duvivier, nos leva a um ensaio frustrado de sexo grupal protagonizado por Lucio Mauro Filho: “Posso só pedir uma coisa? Gostaria que os cônjuges se mantivessem fora do campo visual do seu respectivo cônjuge. Não, Heitor, se você quiser o seu marido pode ficar no seu campo visual. Olha, eu tô falando mais especificamente da Marcia. Seria legal se a Marcia ficasse fora do meu campo visual. Pode ser, Marcia?”
Desde que o espetáculo foi idealizado – e apresentado em apenas três sessões na primeira encarnação, para comemorar os cinco anos do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) –, 11 autores passaram pelo programa: Luis Fernando Verissimo, Mauro Rasi, Vicente Pereira, Pedro Cardoso, Hamilton Vaz Pereira, Miguel Magno, Ricardo Almeida, Felipe Pinheiro, Miguel Falabella, Patrycia Travassos, Regiana Antonini. Na lista de diretores dos esquetes até agora estavam Hamilton, Mauro Rasi, Marcus Alvisi, Pedro Cardoso, Miguel Magno, Miguel Falabella e Regiana Antonini.
O comando da cena dividido irmãmente entre Monique e Hamilton é, portanto, uma novidade. “O encaixe tem sido perfeito, porque o Hamilton se liga na coisa espacial da encenação, já eu gosto do detalhe da atuação”, conta Monique. O parceiro corrobora: “São duas frentes complementares que se conectam, uma vai precisar da outra”.
Outra singularidade está no processo mais participativo do que nas encenações passadas. “Todos estão conversando sobre as cenas de todos, estamos valorizando o potencial de cada quadro coletivamente. Antes cada um cuidava do seu e eu visitava todo mundo para ver como estava indo, havia uma independência mais radical”, compara Hamilton. “Agora não, tudo junto misturado, com toda a liberdade”, conclui Monique.

Elenco

BRUNO MAZZEO
Bruno Mazzeo é ator, humorista e roteirista. Estreou na televisão em 1991, como redator do programa A Escolinha do Professor Raimundo. Nos anos seguintes, escreveu para atrações da Globo, como Sai de Baixo, A Diarista e Junto & Misturado. Como ator, divide seus trabalhos entre o cinema, a televisão e o teatro. Atuou recentemente na novela A Regra do Jogo e na peça Sexo, Drogas e Rock’n’Roll. Estrelou e escreveu ainda os longas Muita calma nessa hora 1 e 2 e Cilada.com, originado pela série Cilada, que teve seis temporadas no Multishow, além de E ai, comeu?. Atualmente, está no ar na segunda temporada da nova versão da Escolinha do Professor Raimundo, no canal Viva.
DEBORA LAMM
Cria da escola de teatro O Tablado, com mais de quarenta peças no currículo, onze indicações a prêmios de teatro e quatro troféus de melhor atriz, Debora também é integrante e fundadora da Cia OmondÉ. No cinema, esteve no elenco de Muita Calma Nessa Hora l e ll, no premiado Seja o Que Deus Quiser, 1972, Um Homem Só, entre outros. Na TV atuou em novelas como Celebridade, Um Anjo Caiu do Céu, Sabor da Paixão, Geração Brasil e diversas séries como Cilada, Junto & Misturado, Avassaladoras, A Grande Família e Louco por Elas. Atualmente, está no ar no sucesso Zorra, da TV Globo. Em 2017, comemorou 20 anos de carreira.
LUIS MIRANDA
Ator, autor e bailarino formado pela Escola de Arte Dramática da USP, atuou em mais de 20 espetáculos, esteve na tela do cinema em longas memoráveis como Bicho de Sete Cabeças, Carandiru e Quincas Berro D’Água. Na TV, fez parte do elenco de Sob Nova Direção, A Grande Família, Junto e Misturado, entre outros programas. Convidado para participar da novela Geração Brasil, atualmente integra o elenco de Mister Brau e Zorra, na Rede Globo.
LUCIO MAURO FILHO
Além de integrar o elenco de A Grande Família, um dos grandes sucessos da TV Globo, que ficou no ar de 2001 a 2014, o ator participou de diversas atrações da emissora, como Zorra Total, Sexo Frágil e Nova Escolinha do Professor Raimundo. No teatro, participou de grandes sucessos como Lisbela e o Prisioneiro, de Guel Arraes, O Mágico de Oz, de Moeller e Botelho, além de produzir, dirigir e atuar na peça Lucio 80-30, ao lado do pai, o ator Lucio Mauro. Em 2012, recebeu o Prêmio Zilka Sallaberry de melhor diretor pelo espetáculo Uma Peça Como Eu Gosto. No cinema, esteve em filmes como O Coronel e o Lobisomem, Vai Que Dá Certo 1 e 2, Entrando numa Roubada e Elis, no papel de Miéle, que estreou em novembro de 2016.
MARCELO MÉDICI
Formado pelo teatro escola Célia Helena, fez mais de 30 espetáculos teatrais, entre eles Terça Insana, o Mistério de Irma Vap, e os musicais Sweet Charity, Rocky Horror Show e Se Meu Apartamento Falasse, além de estar em cartaz há 14 anos com a comédia solo Cada Um Com Seus Pobrema. Na TV, participou das novelas Belíssima, Passione e Joia Rara, dos humorísticos A Praça é Nossa e Junto & Misturado, e atualmente está no ar em Vai Que Cola.

SERVIÇO

5 X Comédia
Quando: sábado e domingo, 25 e 26 agosto
Horários: sábado, às 21h e domingo, às 17h30 e 20h
Onde: Teatro Sesi — Av. João Leite, 1013 — Setor Santa Genoveva — Goiânia, GO
Valores dos ingressos: 
– Plateia Inferior: R$ 100/ R$ 50
– Plateia Superior:
– Filas, P. Q e R: R$ 60/R$ 30
– Filas S, T e U: R$ 40/R$ 20
Pontos de venda (apenas em dinheiro):
– Bilheteria do Teatro Sesi
Apenas na semana do espetáculo, de 20 a 26 de agosto.
Horário de funcionamento:
Segunda à Sexta das 8h às 17h
Sábado a domingo, das 9h até o início da apresentação.
– Komiketo
Av. T-4, 6000 – Setor Serrinha
Horário de funcionamento: das 11h às 0h
Vendas online: https://5xcomedia.byinti.com/
Gênero: comédia
Classificação: 14 anos
Duração: 90 min
Informações: (62) 3269-0800
Foto: reprodução/internet.
Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui