15º Festival Italiano de Nova Veneza começa nesta quinta-feira (6); confira programação

Mostra de cinema, apresentações de danças típicas, shows musicais e o estiloso baile de máscaras são algumas das atrações da festa, que tem entrada gratuita e será realizada até domingo (9)

0
Festival Italiano de Nova Veneza, programação, Nova Veneza, Festival Italiano de Nova Veneza, festival
Mais de 100 mil pessoas são esperadas para o festival. Foto: divulgação.

O tradicional Festival Italiano de Nova Veneza começa nesta quinta-feira (6) e segue até o próximo domingo (9), trazendo nesta 15ª edição, diversas novidades para o público. No ano passado, o evento superou a marca de 110 mil visitantes. Além dos famosos pratos típicos da gastronomia italiana e das atrações musicais que agitam a festa, neste ano, os organizadores vão promover até aula show de italiano, para aproximar ainda mais o público das origens dos imigrantes que ajudaram a fundar a cidade de Nova Veneza, a 29 quilômetros de Goiânia e 195 quilômetros de Brasília.

A entrada no evento, considerado um dos principais do circuito gastronômico de Goiás é gratuita, como sempre. Mostra de cinema, apresentação de danças típicas, lançamento de livro, shows musicais, o estiloso baile de máscaras e várias outras atrações compõem a vasta programação do festival que ocorrerá, durante seus quatro dias, na Praça Matriz de Nova Veneza.

LEIA TAMBÉM: Nova Veneza lança Programa de Hospedagem Familiar para receber turistas

Quer saber o que vai rolar? Confira a seguir:

Programação:

6 de junho – Quinta-feira

  • 5h30 – Alvorada festiva em comemoração à 15ª edição do Festival Italiano – gastronomia e cultura
  • 19h – Santa Missa – Matriz Nossa Senhora do Carmo
  • 19h – Abertura da Cantina da Nonna ‘Pelos sabores e encantos da Itália’ – Praça da Matriz
  • 20h30 – Abertura oficial | Jantar na Cantina da Nonna
  • 21h30 – Apresentação do Coro Italiano Toscanelli
  • 22h – Apresentação solo de Martinez Chiovato
  • 22h20 – Show com o cantor João Flávio

7 de junho – Sexta-feira

  • 19h – Jantar na Cantina da Nossa ‘Pelos sabores e encantos da Itália’ – Praça da Matriz
  • 20h – Apresentação do Coral Vocine di Venezia da Escola Municipal Tereza Zanini Peixoto – Polo e Extensão
  • 20h20 – Apresentação do Coral Arcobaleno da Escola Arco-Íris e Colégio Razão
  • 20h45 – Apresentação do grupo de dança da Escola Municipal Tereza Zanini Peixoto – Polo
  • 21h – Apresentação do grupo de dança da Escola Municipal Tereza Zanini Peixoto – Extensão
  • 21h20 – Apresentação do grupo de dança da Escola Arco-Íris e Colégio Razão
  • 21h40 – Apresentação solo Ana Clara Costa Miranda, Laura e Isadora
  • 22h – Apresentação solo Andrea Scognomiglio
  • 22h20 – Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro (Santa Catarina)
  • 22h – Show com Ana Paula Drigo e banda
  • 2h – Encerramento

8 de junho – Sábado

  • 2h – Programação esportiva – Campeonato de jogo de bocha
  • 12h – Almoço na Cantina da Nonna ‘Pelos sabores e encantos da Itália’ – Praça da Matriz
  • 12h – Apresentação do Coral Vocine di Venezia da Escola Municipal Tereza Zanini Peixoto – Polo e Extensão
  • 12h20 – Apresentação solo de Amanda Dyovana
  • 12h30 – Apresentação solo de Thalita Muniz, Sofia e Gabriele
  • 13h – Apresentação do grupo de dança da Escola Municipal Tereza Zanini Peixoto – Polo
  • 13h – Mostra de cinema Gente di Roma, de Ettore Scola – Centro Cultural Pedro Peixoto
  • 13h20 – Apresentação do grupo de dança da Escola Municipal Tereza Zanini Peixoto – Extensão
  • 13h50 – Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro (Santa Catarina)
  • 14h30 – Show com Weber e Alex
  • 17h – Mostra de cinema Puccini e la Fanciulla, de Paolo Benvenuti – Centro Cultural Pedro Peixoto
  • 19h – Jantar na Cantina da Nossa ‘Pelos sabores e encantos da Itália’ – Praça da Matriz
  • 20h – Apresentação do Coral Arcobaleno da Escola Arco-Íris e Colégio Razão
  • 20h20 – Apresentação do grupo de dança da Escola Arco-Íris e Colégio Razão
  • 20h40 – Apresentação do grupo Amici di Venezia
  • 21h – Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro (Santa Catarina)
  • 22h – Baile de Máscaras ‘Carnavale di Venezia’, com Banda Raízes de Veneza
  • 23h – Show com a Banda Raízes de Veneza
  • 3h – Encerramento

9 de junho – Domingo

  • 10h – Torneio de Cipó – Praça da Matriz
  • 11h – Almoço na Cantina da Nonna ‘Pelos sabores e encantos da Itália’ – Praça da Matriz
  • 12h – Apresentação do Coral do Centro Municipal de Educação Infantil Tereza Zanini Peixoto
  • 12h30 – Apresentação solo de Amanda Dyovana
  • 12h45 – Apresentação solo de Thalita Muniz, Sofia e Gabriele
  • 13h – Apresentação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro (SC)
  • 13h – Mostra de cinema Il Primo Incarico, de Giorgia Cerere – Centro Cultural Pedro Peixoto
  • 14h – Show com Waldir Amaral
  • 15h30 – Show com Ana Paula Drigo, e Weber e Alex
  • 17h – Mostra de cinema La Kryptonite Nella Borsa, de Ivan Cotroneo – Centro Cultural Pedro Peixoto
  • 18h – Encerramento com Panelaço, com a participação do Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro (SC)
Gastronomia italiana é um dos principais atrativos do 15º Festival Italiano de Nova Veneza. Foto: divulgação.

Conheça detalhes sobre as atrações culturais da 15ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza:

Amanda Bosco

Descendente de italianos, Amanda Bosco, de 12 anos, participa há seis edições do Festival com suas apresentações solo de músicas italianas. A artista prodígio, além de cantar também executa várias canções típicas no violino. A cantora mirim ficou em primeiro lugar no 33º Festival da Canção Veneziana (Fecave) realizado em Nova Veneza, sua cidade natal.

Ana Paula Drigo e banda

Na sua segunda participação no Festival Italiano de Nova Veneza, a cantora goianiense Ana Paula Drigo, de 32 anos, promete mostrar todo o seu talento nos dois shows que fará no evento, na sexta-feira (7), e domingo (9). Com uma carreira já de 16 anos, a artista promete fazer apresentações dançantes e cheias de romantismo, no show que tem duas horas de duração e traduz todo o ecletismo da cantora goiana. Ana Paula Drigo, cujo marido é descendente de italianos, estará acompanhada da banda Genova, de oito músicos, e interpretará grandes sucessos da música italiana. Após quatro meses de ensaios para o Festival Italiano, ela não vê a hora de subir ao palco do tradicional evento em Nova Veneza.

Coro Italiano Toscanelli

Coral da Associazione Italiana di Goiás (Aigo), o Coro Italiano Toscanelli desembarca em Nova Veneza neste ano para sua primeira apresentação do Festival Italiano. O coral, que é integrado por 30 músicos, soma o talento de descendentes de italianos e pessoas que se simpatizam com a Itália na interpretação de canções consagradas da música ítala, como Bella Ciao e La Spagnola. Criado há 30 anos, o Coro Toscanelli já se apresentou para plateias não só de Goiás, mas de outros estados da Região Centro-Oeste. Três dos 30 integrantes do coral são moradores de Nova Veneza, que tem tradição em Goiás como berço de grandes artistas da cena musical.

Weber e Alex

Músicos naturais da cidade da cidade de Nova Veneza com mais de 20 anos de carreira, Weber e Alex são uma dupla já bastante conhecida em festivais regionais do Estado. Seu repertório é bastante diversificado e inclui canções italianas, que são apresentadas em forma de dueto.

Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro

Formado por cerca de 80 dançarinos, entre crianças, adolescentes e adultos, o grupo foi criado em 1991, na cidade de Nova Veneza, Santa Catarina, com o intuito de resgatar origens italianas e manter vivo o patrimônio histórico cultural da cidade. Este ano o grupo promete trazer 17 das mais de 50 coreografias nas quais contam um pouco da história das diferentes regiões italianas em suas apresentações. A atração já foi premiada em vários festivais, como o de Joinville (SC).

Banda Raízes de Veneza

Formada há mais de 26 anos, a banda tem 12 integrantes da cidade de Nova Veneza, em Goiás, e possui repertório um amplo, com estilos diversificados. O grupo tocará no tradicional Baile de Máscaras, um dos pontos altos da programação cultural do Festival. Para o repertório, eles preparam músicas italianas, especialmente aquelas tradicionais românticas, e depois tocam marchinhas brasileiras traduzidas para o italiano.

João Flávio

O cantor goiano João Flávio desenvolveu habilidade para a música desde a infância. Cresceu ouvindo grandes clássicos italianos por influência da mãe e hoje incluiu o estilo musical em seu portfólio de apresentações. Além de ser barítono, João Flávio toca violão, piano, violino e gaita. Ele também compõe. João Flávio é filiado à Ordem dos Músicos do Brasil. Para o Festival Italiano de Nova Veneza ele prepara um show romântico com grandes clássicos italianos, como O Sole Mio e Champagne.

Valdir Amaral

Descendente de italianos e natural da cidade de Nova Veneza (GO), Valdir Amaral começou sua carreira de músico na Banda Marcantes e diz ter a música em suas veias. Atualmente vive no estado do Tocantins e divide seu tempo como empresário e cantor, fazendo alguns shows. Há dez anos, ele apresenta-se no Festival Italiano de Nova Veneza, com repertório de canções italianas clássicas dos anos de 1960, 1970 e 1980.

Exposição fotográfica Cenas Venezianas

O fotógrafo paraibano Francisco Andrade fará a exposição fotográfica Cenas Venezianas, com imagens extraídas de livro de mesmo nome que ele publicou sobre o Carnaval de Veneza, uma tradição italiana mantida desde o século XVI.

Mostra de Cinema Italiano

A 15ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza oferecerá uma mostra de cinema italiano com longas-metragens contemporâneos. Os títulos serão cedidos pela Embaixada Italiana no Brasil, apoiadora oficial do evento. Serão quatro filmes recém-produzidos, todos legendados em português, que serão exibidos no Centro Cultural Pedro Peixoto com entrada franca.

Sobre o evento

O Festival Italiano de Nova Veneza já faz parte do calendário cultural do Estado de Goiás. Este ano, a 15ª edição do evento será realizada de 6 a 9 de junho na cidade de Nova Veneza, a 29 quilômetros de Goiânia. O município foi formado a partir da ocupação dos italianos no Brasil e, por isso, é considerado um pedaço da Itália no coração de Goiás. Toda a cidade envolve-se com a programação, que a cada ano reforça a identidade cultural dos moradores. No evento, a população local, da qual 60% é de descendentes de italianos, oferece ao público um cardápio recheado de gastronomia italiana, além de música, dança, esporte e artesanato típicos. Os organizadores do evento estimam que mais de 100 mil visitantes da Região Centro-Oeste do Brasil devem participar dos quatro dias de festa.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui