Alunos e professores de faculdade oferecem orientação gratuita sobre Imposto de Renda em Goiânia

Com o prazo estendido, o Núcleo de Apoio Fiscal da instituição vai atender a população até 30 de junho, por meio de canais digitais

0
Imposto de Renda em Goiânia, orientação gratuita, Imposto de Renda, Faculdade Estácio de Goiás, Núcleo de Apoio Fiscal
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Com o objetivo de promover esclarecimentos sobre a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), o Núcleo de Apoio Fiscal (NAF) da Faculdade Estácio de Goiás está realizando atendimento gratuito à comunidade, de segunda a sexta-feira, por meio de canais digitais, como o e-mail nafestaciogoiania@gmail.com e o Instagram. Neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), houve a alteração do prazo de 30 de abril para 30 de junho.

Além de tirar as principais dúvidas dos cidadãos, os alunos e professores do curso de Ciências Contábeis da Estácio estão prontos para ajudar os contribuintes dando esclarecimentos, auxiliando no preenchimento do documento e no envio da declaração.

Segundo a coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Johelma Umbelino, essa atividade é de grande importância porque os estudantes têm a oportunidade de vivenciar a profissão que escolheram, fazer o atendimento ao público, além de cumprir com o papel social.

O Imposto de Renda 2020 trouxe algumas mudanças em relação à declaração do ano passado. “As regras que obrigam o contribuinte a apresentar a declaração e os limites de deduções permanecem praticamente os mesmos. A principal mudança é o fim da possibilidade de dedução do gasto com INSS de empregado doméstico. Outra alteração significativa foi referente a declaração pré-preenchida, que está mais fácil. Agora o contribuinte consegue importar o certificado diretamente para a declaração, evitando ter que importá-lo diretamente do computador”, revela a especialista.

Mesmo com a data limite de entrega do IRPF estendida, Johelma Umbelino orienta que quanto mais cedo o contribuinte declarar o documento, melhor. “Mesmo com as alterações, a Receita Federal decidiu manter o calendário original de pagamento de restituições do Imposto de Renda 2020. O primeiro lote continua marcado para 29 de maio. Então, mesmo tendo mais tempo, quem entrega a declaração primeiro tem mais chances de receber a restituição com antecedência. Além disso, evita imprevistos, como a falta de um documento, e minimiza possíveis erros que podem levar à malha fina”, destaca a professora da Estácio.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui