Dia Livre de Impostos oferece descontos de até 70% nesta quinta-feira (27), em Goiás

Ação tem o intuito de conscientizar a população e o varejo sobre a alta carga tributária paga no país

0
Dia Livre de Impostos, Dia Livre de Impostos em Goiás, Dia Livre de Impostos Goiás, descontos de até 70%, Dia Livre de Impostos oferece descontos de até 70%
Foto: reprodução/Pexels

A Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) promovem nesta quinta-feira (27), a 15ª edição do Dia Livre de Impostos. A ação, que também será realizada em Goiás, tem o intuito de conscientizar a população e o varejo sobre a alta carga tributária paga no país.

A ideia é materializar como os impostos representam grande parte do preço dos produtos. Por esta razão, os lojistas participantes vão comercializar seus produtos e serviços durante o Dia Livre de Impostos sem repassar o valor da tributação aos clientes. Em alguns casos, os descontos podem chegar a 70% do valor final.

O presidente da CDL Jovem de Goiânia, Eberth Motta, destaca a alta carga tributária no Brasil. “Queremos mostrar para a população como as taxas são abusivas. Para se ter uma ideia, num ranking de 30 países, o nosso é o 14º que mais arrecada imposto, mas está em última colocação como país que melhor retorna o dinheiro para a população”, afirma.

De acordo com Motta, o sistema tributário brasileiro precisa ser reformulado para a retomada econômica do país. “O aumento dos gastos do governo por conta das ações emergenciais na pandemia do coronavírus e o fechamento de milhares de empresas tornaram a discussão sobre o sistema tributário no país inadiável”.

Para Raphael Paganini, coordenador nacional da CDL Jovem, o Dia Livre de Impostos é uma forma de deixar claro para o consumidor como a alta tributação afeta seu poder de compra.

“Altos impostos sem retorno têm alto impacto na economia, criando um efeito bola de neve. Com a alta tributação, os produtos ficam mais caros, então a população compra menos. Isso acarreta a diminuição dos números do varejo, que é obrigado a repassar os tributos no valor dos produtos, acarretando menos vendas e investimentos e geração de empregos. Sem emprego as pessoas diminuem seus gastos e assim por diante num ciclo vicioso”, explica Paganini. Ele salienta que o brasileiro trabalha 153 dias do ano, o equivalente a cinco meses, apenas para pagar os impostos aos quais é submetido.

Até a manhã desta quarta-feira (26), a ação já conta com 1874 empresas cadastradas, em 235 cidades de 25 estados. A lista de participantes está disponível no site www.dialivredeimpostos.com.br.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui