UFG comemora Dia Nacional da EaD com 1.200 vagas em cursos gratuitos para 2019

0
1.200 vagas
No último censo da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed) haviam mais de 7 milhões de estudantes da modalidade no Brasil em 2017. A mesma associação estabeleceu em 2003 o dia 27 de novembro como Dia Nacional da Educação a Distância (EaD), data fixada pelo Ministério da Educação no ano passado e oficializada neste ano na forma da Lei 13.620/2018.
A Universidade Federal de Goiás (UFG) tem se notabilizado por várias conquistas na área em anos recentes, batendo entre 2017 e 2018 a marca de mais de 10 mil formados em cursos a distância de graduação, pós-graduação e extensão. Há outras 1.200 vagas aprovadas para cursos gratuitos de graduação e especialização com oferta em 2019, distribuídos em 18 polos.
O órgão de EaD da UFG, o Centro Integrado de Aprendizagem em Rede (Ciar), liderou em 2018 as articulações pela oferta de cursos a distância em dezenas de municípios do interior de Goiás, combinando esforços com a Universidade Estadual de Goiás (UEG), Instituto Federal de Goiás (IFG) e Instituto Federal Goiano (IF Goiano). O trabalho conjunto resultou na abertura de novos polos para receber cursos dessas instituições, levando o número para 50 unidades distribuídas em todo o estado de Goiás.
Os cursos têm um histórico de formação de alta qualidade, com egressos aprovados nas primeiras colocações em concursos públicos e seleções de mestrado, além de ótimas avaliações pelo Ministério da Educação, a exemplo dos cursos de Artes Cênicas e Artes Visuais, pontuados com nota máxima nas últimas verificações do Ministério da Educação (MEC).
Privilegiando políticas de acesso, a preocupação com a inclusão e a afirmação da diversidade estão representadas no lançamento de um livro dedicado ao tema neste ano, além da oferta de duas especializações que têm a promoção da acessibilidade como norte.
O aproveitamento e permanência dos estudantes EaD também têm sido tratados com prioridade, na figura de parcerias como a estabelecida entre o Ciar e o Laboratório de Tecnologia da Informação e Mídias Educacionais (LabTime), responsável por um programa nacional de acolhimento a mais de 3.800 alunos de todos o país.
Mesmo com o contingenciamento de recursos de anos recentes, a modalidade de ensino-aprendizagem tem registrado avanços na UFG, atestando o compromisso de seus gestores, servidores técnicos, professores, alunos, tutores e bolsistas por um ensino público gratuito e de qualidade.
Foto de capa: reprodução/internet.
Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitterInstagram e WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui