Cenário Político: Senador Delcídio do Amaral é preso pela Polícia Federal

0
delcidio-do-amaral

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do governo no senado, foi preso pela Polícia Federal em operação deflagrada na manhã desta quarta-feira (25). O parlamentar teria sido flagrado tentando prejudicar investigações e ocultar provas contra ele decorrentes dos avanços da Operação Lava Jato. O mandado foi autorizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O caso é emblemático. Delcídio do Amaral é o primeiro parlamentar detido no exercício do mandato no Brasil. Além do senador, foram presos o banqueiro André Esteves, presidente do BTG Pactual e o chefe de gabinete de Delcídio, Diogo Ferreira. A PF ainda fez busca e apreensão no gabinete do político e também no Senado, em Brasília e nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

A prisão ocorreu no hotel Golden Tulip, sua residência na capital federal. Na terça-feira (24) outra prisão ocorreu no mesmo local: a do empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em trechos de conversas relatadas pela Procuradoria Geral da República, Delcídio do Amaral teria oferecido R$ 50 mil mensais ao ex-diretor da Petrobrás, Nestor Cerveró para não ser citado em uma possível delação premiada, interferindo nas investigações de acordo com o relatório da PGR. O senador foi citado pelo lobista Fernando Baiano, apontado como operador de propinas do PMDB em esquema de corrupção na Petrobrás. Em sua delação, Fernando afirmou que o parlamentar teria recebido US$ 1,5 milhão de dólares pela compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui