Caiado anuncia redução de 20% das despesas dos poderes em Goiás e garante pagamento do funcionalismo em dia

Governador celebrou a decisão em suas redes sociais. Representantes apresentaram planos de corte de gastos por meio de videoconferência, na manhã desta quarta-feira

0
Caiado anuncia redução de 20% das despesas, redução de 20% das despesas, corte 20% de despesas Goiás, Ronaldo Caiado, cortes 20% Executivo Legislativo Judiciário, Salários de dezembro, pagos antes do Natal, Ronaldo Caiado, servidores públicos, Goiás
Foto: reprodução

O governador Ronaldo Caiado anunciou nesta quarta-feira (22) que os representantes dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, além de Ministério Público, Tribunais de Contas e Defensoria, decidiram cortar 20% de suas despesas. A medida garante o pagamento em dia dos servidores do Estado de Goiás.

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

“Veja o quanto a parceria e o diálogo entre os Poderes passa a ser fundamental para que a gente possa resolver os problemas; principalmente agora, em um momento de crise”, enfatizou o governador, em vídeo. “É com este clima que governamos o Estado de Goiás. Com harmonia, com diálogo e com resultado para o cidadão.”

Desde que foi instituída a quarentena em Goiás, por decreto em março, o governador Ronaldo Caiado tem ressaltado a necessidade de uma readequação dos gastos públicos em todo o Estado. Ele sensibilizou as autoridades para a necessidade de união e de esforço coletivo.

Nesta quarta-feira, os chefes dos Poderes constituídos e órgãos autônomos assinaram, após a quarta videoconferência para tratar do assunto, um acordo público se comprometendo em reduzir as despesas previstas para o ano de 2020. Em suas redes sociais, o governador ainda celebrou a decisão. “Orgulhoso dessa união exemplar que ajuda Goiás a superar este momento”, escreveu, em mensagem no Twitter.

Na reunião virtual, foram apresentados os detalhes da redução de gastos de cada órgão ou Poder. Participaram, além do governador, os chefes do Poder Legislativo, Poder Judiciário, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Os cortes têm como objetivo adequar a realidade do Estado ao cenário econômico que se desenhou em torno do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O compromisso coletivo de revisão de despesas havia sido firmado durante outra videoconferência, realizada no último dia 2 de abril. Na ocasião, a Secretaria da Economia apresentou uma análise financeira que comprova a frustração da receita em face da desaceleração econômica, provocada pelo isolamento social. Tal medida foi adotada em Goiás a partir da recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que a considera o método mais eficiente no controle da disseminação da Covid-19.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui