Ary Valadão, ex-governador de Goiás, morre aos 102 anos

Político, que governou Goiás entre 1979 e 1983, estava em casa e foi vítima de uma pneumonia

0
Ary Valadão, morre aos 102 anos, Ary Valadão morreu, morre Ary Valadão, Ary Valadão morre aos 102 anos
O ex-governador de Goiás, Ary Valadão. Foto: reprodução

O ex-governador de Goiás, Ary Valadão, morreu na manhã desta segunda-feira (9), aos 102 anos. Com a saúde fragilizada, ele estava em casa e não resistiu a uma pneumonia.

Nascido em Anicuns, em 14 de novembro de 1918, Ary Valadão era bacharel em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Advogado, agricultor e industrial, foi prefeito de Anicuns eleito por dois mandatos, em 1947 e 1954. Foi ainda líder da União Democrática Nacional (UDN), deputado estadual e federal, secretário do Interior e Justiça e governador de Goiás de 1979 a 1983.

Durante seu governo, incentivou a agropecuária no Estado, implementou projetos como a irrigação no Rio Formoso, com incentivo à fruticultura e ao desenvolvimento de municípios como São Miguel do Araguaia e Alto Paraíso.

Além disso, realizou ações em toda a extensão territorial de Goiás, que nesta época ainda incluía a área que hoje pertence ao Tocantins.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) decretou luto oficial por três dias em Goiás, além de homenagens ao ex-governador. O velório está previsto para às 14 horas e o sepultamento ocorrerá às 16 horas, no cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia.

Repercussão

Personalidades do meio político lamentaram a morte de Ary Valadão. Em nota, Ronaldo Caiado, cuja família mantinha amizade com o ex-governador, disse que “Goiás perde um dos seus históricos líderes”.

O governador ressaltou ainda que, ao lado da ex-primeira-dama de Goiás, ex-deputada federal e ex-vice-prefeita de Goiânia, Maria Valadão, Ary foi pioneiro na implantação de programas sociais de grande abrangência, que contribuíram de maneira decisiva para diminuir desigualdades e garantir qualidade de vida para as famílias mais vulneráveis.

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB), também manifestou pesar pela morte de Ary Valadão.

“Goiás acaba de perder um dos maiores nomes de sua história política. Ary Valadão, que foi governador de Goiás, deputado estadual e federal e prefeito, deixa um legado de dedicação e ações por onde passou. Como eu mesmo disse durante o lançamento do livro sobre a sua vida, em 2015: “Não há adjetivo mais apropriado para definir o ex-governador Ary Valadão do que coragem na sua mais ampla definição.” Nossos sinceros sentimentos à dona Maria Valadão, filhos e toda a família. Que Deus alivie seus corações”, disse Marconi, por meio de nota enviada à imprensa.

Em seu perfil no Twitter, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), escreveu: “Recebi com pesar a morte do ex-governador de Goiás, Ary Valadão, que estava prestes a completar 100 anos. Eu e Thelma enviamos nossas orações à esposa, Dona Maria, e a todos os familiares, amigos e admiradores do ex-governador pela perda. Que Deus dê força a todos.”

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), deputado Lissauer Vieira (PSB) decretou luto oficial de três dias no Legislativo pela morte de Ary Valadão.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui