Artistas gravam clipe em apoio a alunos de escolas ocupadas

0
chico-buarque-trono-de-estudar
Foto: Reprodução YouTube

A ocupação das escolas em São Paulo começa a produzir suas mais representativas expressões culturais. No último domingo, 19, um time de grandes artistas se reuniu para a gravação de um clipe em apoio aos movimentos estudantis.

A música denominada “O Trono do Estudar” foi composta pelo cantor Dani Black e retrata o contexto de luta contra a reorganização escolar proposta pelo governo de São Paulo, em que se encontram atualmente os estudantes. Participaram da gravação ao todo, 19 artistas: André Whoong, o próprio compositor Dani Black, Felipe Catto, Felipe Roseno, Fernando Anitelli (Teatro Mágico), Hélio Flanders, Lucas Santtana, Lucas Silveira (Fresno), Miranda Kassin, Pedro Luís, Tetê Espíndola (mãe de Dani Black), Tiago Iorc, Tiê e Xuxa Levy. O destaque ficou por conta dos grandes nomes da música como: Arnaldo Antunes, Chico Buarque, Dado Villa-Lobos, Paulo Miklos e Zélia Duncan, que cantaram em solidariedade às manifestações.

Os estudantes secundaristas protestam contra o fechamento de 94 escolas idealizado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), o que ocasionaria a transferência de alunos para outras unidades. A justificativa da Secretaria de Educação de São Paulo seria a segmentação das unidades de acordo com a idade e o ano escolar, visando melhorias no ensino. A classe estudantil pede participação nas discussões e na administração escolar. No momento mais agudo dos protestos, cerca de 200 escolas estavam ocupadas pelos movimentos. Balanços dão conta de que ainda há pelo menos 28 ocupações.

ocupacao-escolar
Escola ocupada por alunos em São Paulo

A reação dos alunos fez com que o governo de São Paulo recuasse e suspendesse o projeto. As escolas tornaram-se palco para diversas atividades como palestras, debates, aulas abertas, exibição de filmes e até shows, a exemplo da Virada Ocupação, ocorrida no último dia 06 de dezembro e que recebeu apresentações de nomes como Pitty, Criolo, Maria Gadú, Chico César, entre outros.

Situação semelhante acontece atualmente em Goiás. 23 escolas estão ocupadas por alunos que protestam contra a transferência da gestão das escolas estaduais para as chamadas organizações sociais, as OSs por parte da SEDUCE – Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte. As mobilizações também promovem apresentações, atividades culturais e oficinas nos espaços com o intuito de conscientizar a respeito das reformas anunciadas pelo governador Marconi Perillo (PSDB). O governo tentou a reintegração de posse das escolas na justiça, mas o pedido foi negado.

LEIA ABAIXO A LETRA DA MÚSICA COMPOSTA PARA AS MANIFESTAÇÕES E VEJA O VÍDEO:[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”30″ text_position=”otw-text-center”][/otw_shortcode_divider]

O TRONO DO ESTUDAR
(Composição: Dani Black)

Ninguém tira o trono do estudar
Ninguém é o dono do que a vida dá
E nem me colocando numa jaula
Porque sala de aula
Essa jaula vai virar

A vida deu os muitos anos de estrutura do humano à procura do que Deus não respondeu
Deu a história, a ciência, a arquitetura, deu a arte e deu a cura e a cultura pra quem leu
Depois de tudo até chegar neste momento me negar conhecimento é me negar o que é meu
Não venha agora fazer furo em meu futuro, me trancar num quarto escuro e fingir que me esqueceu
Vocês vão ter que acostumar porque

Ninguém tira o trono do estudar
Ninguém é o dono do que a vida dá
E nem me colocando numa jaula
Porque sala de aula
Essa jaula vai virar

E tem que honrar e se orgulhar do trono mesmo e perder o sono mesmo para lutar pelo que é seu
Que neste trono todo ser humano é rei seja preto, branco, gay, rico, pobre, santo, ateu
Pra ter escolha tem que ter escola ninguém quer esmola, isto ninguém pode negar
Nem a lei, nem estado, nem turista, nem palácio, nem artista, nem polícia militar
Vocês vão ter que engolir, se entregar porque

Ninguém tira o trono do estudar
Ninguém é o dono do que a vida dá
E nem me colocando numa jaula
Porque sala de aula
Essa jaula vai virar

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui