Bananada 2017 promove encontro da atual produção musical brasileira

0
Bananada Crédito Ariel Martini

Num acompanhamento da atual produção da música autoral brasileira, o Bananada 2017 até domingo promove um verdadeiro encontro entre cantoras e cantores, bandas e instrumentistas para uma semana dedicada a música em diferentes espaços de Goiânia. Já para o final de semana, grupos vindos de todas as partes do País se reúnem no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), a partir de quinta-feira, 11 de maio.

Entre um universo com artistas de inúmeros gêneros, desde Céu com o seu disco Tropix, que ganhou o Grammy Latino na categoria Música Contemporânea, até Mano Brown com o Boogie Naipe, álbum solo em que o rapper recria um baile black no meio do palco, o festival faz um passeio sonoro com grupos como Mutantes, BaianaSystem, Maria Gadú, Karol Conká, Liniker e os Caramelows, Teto Preto, Rakta, entre outros. Os goianos também tem vez e se apresentam entre os cinco palcos espalhados pela arena do CCON, como Boogarins, Carne Doce, Hellbenders, Black Drawing Chalks e Overfuzz.

A proposta é fazer um recorte da atual produção musical brasileira em crescente ebulição. Muito além do Oscar Niemeyer, o Bananada promove uma interação entre espaços culturais, casas noturnas e bares da cidade, com uma programação variada que você pode ter acesso aqui. Para esta edição, o eletrônico também ganha vez com um palco dedicado exclusivamente a ele, com nomes como DJ Patife no line-up do final de semana.

O Bananada contribui com a história de Goiânia e do Brasil desde 1999. Ao longo de 18 edições, o festival fomentou e incentivou a produção da música independente, destacando as novas tendências que surgem localmente e trazendo ao Centro-Oeste novos artistas nacionais e internacionais. Para dar mobilidade sonora ao evento na internet, a coordenação do festival desenvolveu uma conta no Spotify com playlists para o público conhecer novos artistas e fazer um esquenta para os shows que o espectador mais espera. Para ter acesso, basta procurar por Festival Bananada no aplicativo.

[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”30″ text=”Blackbook discute arte urbana” text_position=”otw-text-center”][/otw_shortcode_divider]
Bananada Blackbook [renato reno] (3)
Foto: Renato Reno.
A relação entre artes visuais e o digital é o que pauta a quarta edição da Blackbook, projeto dentro da programação do Festival Bananada, e que reitera a efemeridade do muralismo na paisagem urbana. Para este ano, três artistas e três VJs foram convidados pela equipe do festival para criarem murais que serão mapeados na fachada do Museu de Arte Contemporânea (MAC) no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) durante o final de semana do evento, nos dias 12, 13 e 14 de maio, em Goiânia.
Encabeçado pelo artista visual Mateus Dutra, que desde o início coordena a ação, a Blackbook deste ano criará murais correlacionando arte e mapping, numa predefinição de duplas entre Renato Reno e o VJ Boca (BSB), Fabíola Moraes e Felipe Monteiro e André Morbeck e Erms (SP). Para cada dia de evento, a dupla escolhida desenvolverá grandes murais que interferirão na paisagem do espaço do festival.

[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”30″ text=”Circuito Gastronômico Goiânia Rock City” text_position=”otw-text-center”][/otw_shortcode_divider]
Circuito Gastronômico [créditos Ravy Marmor] (2)
Foto: Ravy Marmor.
Já em sua quinta edição, Circuito Gastronômico Goiânia Rock City, que integra a programação do festival, amplia sua agenda de realização, com o total de um mês, até o dia 4 de junho, e a presença de quase 30 espaços gastronômicos com a proposta de mapear o melhor da gastronomia contemporânea e tradicional desenvolvida em Goiânia. O Circuito Gastronômico também embarca numa viagem culinária por meio de uma Batalha de Chefs realizada dentro da programação do festival. Trata-se de uma competição entre 9 cozinheiros em plena esplanada do CCON durante o final de semana de evento, sob labuta da chef Emiliana Azambuja.

[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”30″ text=”Skate, tatuagem e moda” text_position=”otw-text-center”][/otw_shortcode_divider]
Casulo Moda Coletiva [ação Bananada]
Foto: divulgação.
Num encontro entre tatuadores vindos de todas as regiões do País, o Flash Weekend Tattoo deste ano traz 14 profissionais que promovem flashs entre um show e outro no CCON. Ao fim de três dias, mais de 100 tatuagens serão feitas. Do outro lado da arena do Oscar Niemeyer, competições profissionais de skate estão programadas pelo Crew Attack, criado em 2009 pela Ambiente Skate Shop e incorporado a programação do festival em 2014. Idealizado pelo Casulo Moda Coletiva, um local para divulgação de marcas de roupas, acessórios e calçados autorais de todo o País, além da discussão sobre moda e comportamento, será montado no meio da arena do CCON. Programação completa no site.

[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”30″ text=”SERVIÇO” text_position=”otw-text-center”][/otw_shortcode_divider]

bananada-divulgacao

Festival Bananada 2017

Data: 8 a 14 de maio
Local: Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) e em outros espaços de Goiânia
Ingresso: festivalbananada.com.br

Foto de capa: Ariel Martini.

Comente esse assunto em nossas redes sociais e acompanhe a Factual no Facebook, Twitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui