Paulinho, vocalista do Roupa Nova, morre aos 68 anos, no Rio de Janeiro

Músico foi submetido há cerca de dois meses a um transplante de medula óssea e estava em recuperação após ser diagnosticado com Covid-19, mas não resistiu a uma parada cardiorrespiratória

0
O vocalista e percussionista do Roupa Nova, Paulinho. Foto: reprodução/Instagram

O vocalista do Roupa Nova, Paulo César dos Santos, o Paulinho, morreu na noite desta segunda-feira (14), aos 68 anos. O músico estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio de Janeiro e não resistiu às complicações da Covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da banda e pela unidade de saúde.

Há cerca de dois meses, Paulinho foi submetido a um transplante de medula óssea para tratar de um linfoma. Durante o período de recuperação após o procedimento, o músico foi diagnosticado com Covid-19 e em novembro, precisou ser internado.

Em publicação nas redes sociais, a banda lamentou a morte do vocalista, que também era percussionista. “As luzes do palco se apagaram. Infelizmente o nosso querido Paulinho não resistiu. Acabamos de receber a notícia que ele veio a falecer de falência de múltiplos órgãos após ser acometido pela infecção do vírus COVID 19. Paciente decorrente de outras comorbidades, entre elas um transplante de medula óssea devido a um linfoma, ele teve uma parada cardiorrespiratória hoje, que levou à parada dos órgãos. Nossos agradecimentos à todos que oraram e pediram por ele. Deus o receba de braços abertos!”, publicou o perfil oficial do grupo.

Comunicado publicado pelo Roupa Nova sobre a morte de Paulinho. Foto: reprodução/Instagram

Mais cedo, a banda havia comunicado que o estado de saúde do cantor era delicado. “Boa tarde pessoal, recebemos novas notícias do nosso querido Paulinho e viemos compartilhar com vocês. Ele segue hospitalizado na UTI (não COVID), agora em estado delicado e precisando de cuidados mais específicos. Vamos continuar orando e mandando pensamentos positivos. Obrigado a todos por tanto carinho”, dizia a publicação.

Carreira

O músico fez parte do Roupa Nova desde o início da banda, na década de 1970, quando o grupo ainda se chamava Os Famks.

A partir dos anos 1980, já com o nome Roupa Nova, a banda, formada por Paulinho, Serginho Herval, Nando, Ricardo Feghali, Kiko e Cleberson Horsth compôs inúmeros sucessos, como ‘Whisky a Go-Go’, ‘Vício’, ‘Meu universo é você’, ‘Dona’, ‘A Viagem’, ‘Sapato Velho’, ‘Volta Pra Mim’, ‘Linda Demais’, ‘A Força do Amor’, ‘Sensual’, entre várias outras canções. Os hits renderam ao grupo mais de 20 milhões de discos vendidos ao longo da carreira.

Paulinho deixa dois filhos: Pepê Santos, baterista da banda Jamz e a cantora Twigg, além de uma legião de fãs.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui