Ritmos regionais e afro-brasileiros marcam a segunda edição do Cidade Rock 2020, em Goiânia

Evento traz shows das bandas Vinte Vinte Vento, Tronco de Angico, Manaié, Terra Cabula, Mundhumano e Diego Mascate e Banda de Apoio

0
Cidade Rock 2020, ritmos regionais e afro-brasileiros, Diego Mascate e Banda de Apoio, Mundhumano, Terra Cabula
Diego Mascate e Banda de Apoio. Foto: Diego Pimentel/divulgação

A segunda edição do Cidade Rock 2020 será marcada por uma programação com bandas que misturam ritmos folclóricos, regionais e afro-brasileiros. No dia 14 de março, Diego Mascate e Banda de Apoio, Mundhumano, Terra Cabula, Manaié, Tronco de Angico e Vinte Vinte Vento ocupam o palco do Martim Cererê para reforçar a pluralidade e a riqueza da produção musical autoral de Goiânia. O evento tem entrada gratuita até às 21 horas e, após esse horário, será cobrado ingresso no valor de R$ 10.

Diego Mascate é mais uma das facetas do cantor e compositor Diego de Moraes. Ele assumiu essa alcunha Mascate para refletir uma alma nômade, presente tanto nas temáticas das canções quanto em suas referências, que passam por Tom Zé, Arnaldo Baptista, Jards Macalé, Walter Franco e Zé Rodrix. Em seu último disco, ‘Na Estrada, Antes da Curva’, lançado ano passado com a Banda de Apoio, ele passeia por influências de punk e samba, Frank Zappa e Racionais MC’s, folk e baião.

Afro-beat, salsa, samba, reggae, carimbó, rap, grooves e batuques, tecem a rede emaranhada de referências da banda Mundhumano, outro destaque dessa segunda edição do Cidade Rock 2020. Formada em 2012, a banda faz o que eles chamam de MPB – Música Preta Brasileira, com os sons da mãe África recriados dentro de uma linguagem moderna, rompendo com os rótulos de exótico e folclórico, seja nos inventivos arranjos das releituras, seja nas composições.

Banda Mundhumano. Foto: divulgação

Criada em 2015, a Terra Cabula também aposta na fusão rítmica do regional e tradicional com o urbano contemporâneo. O grupo explora as sonoridades presentes na cultura afro-brasileira em comunhão com diversos gêneros musicais como o rock, jazz, tango e a cúmbia, criando uma atmosfera hibrida que vai dos toques de terreiro ao rock progressivo. A escolha do nome representa a própria fusão de elementos sincréticos que marcam historicamente grande parte do processo de formação da identidade cultural/religiosa brasileira.

Banda Terra Cabula. Foto: divulgação

Outro destaque dessa edição é o Manaié, formado por Ingrid Lobo e Emanuel Mastrella. O duo apresenta um trabalho visceral, experimental, emotivo, que utiliza diversos elementos eletrônicos e orgânicos para falar sobre as sensações humanas. Nos ritmos: baião, ciranda, coco, trap, synthwave, xote e até valsa! As inspirações e referências são diversas e garantem uma unidade de música experimental pouco vista em trabalhos brasileiros.

Duo Manaié. Foto: divulgação

O segundo Cidade Rock 2020 conta ainda com o grupo Tronco de Angico, que passeia pelo universo da cultura popular, com canções autorais sempre ao som contagiante do coco, e a abertura fica por conta do Vinte Vinte Vento.

Grupo Tronco de Angico. Foto: divulgação

SERVIÇO

Cidade Rock 2020 – Etapa 2
Shows com: Vinte Vinte Vento, Tronco de Angico, Manaié, Terra Cabula, Mundhumano e Diego Mascate e Banda de Apoio

Quando: sábado, 14 de março de 2020
Horário: a partir das 19 horas
Onde: Centro Cultural Martim Cererê (Rua 94-A, Setor Sul – Goiânia – GO)

Ingressos: Entrada franca até 21 horas e R$ 10 após às 21 horas

Programação:

  • 19h – Vinte Vinte Vento
  • 20h – Tronco de Angico
  • 21h – Manaié
  • 22h – Terra Cabula
  • 23h – Mundhumano
  • 0h – Diego Mascate e Banda de Apoio

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui