Ator Paulo Gustavo morre aos 42 anos no Rio de Janeiro, vítima da Covid-19

Artista estava internado desde o dia 13 de março e não resistiu às complicações da doença

0
ator Paulo Gustavo morre, Paulo Gustavo morre, Paulo Gustavo morreu, morre Paulo Gustavo, ator Paulo Gustavo morreu
O ator Paulo Gustavo. Foto: João Miguel Júnior/TV Globo

Triste notícia para a televisão, o teatro, o cinema e o humor no Brasil. O ator Paulo Gustavo morreu na noite desta terça-feira (4), aos 42 anos, no Rio de Janeiro. Ele estava internado desde o dia 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, e não resistiu às complicações da Covid-19.

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

No dia 21 de março, Paulo Gustavo precisou ser intubado. Em 2 de abril, a equipe médica optou por submetê-lo ao uso da terapia por ECMO, circulação extracorpórea prolongada que oxigena e remove o gás carbônico (CO2) diretamente do sangue, devido à uma piora no quadro respiratório.

No último domingo (2), a equipe médica chegou a reduzir os sedativos e o bloqueador neuromuscular. Paulo Gustavo acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o marido, o médico dermatologista Thales Bretas. Entretanto, após apresentar melhora, o ator piorou subitamente na noite do mesmo dia.

Novos exames detectaram uma embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa, uma abertura que ocorre entre os pulmões e as veias, que acarretou a entrada de ar na corrente sanguínea do artista, deixando-o em situação de extrema gravidade.

Mais cedo, a assessoria de imprensa havia divulgado que o artista tinha sinais vitais, mas seu quadro era irreversível, conforme o último boletim médico.

Paulo Gustavo morreu às 21h12.

Trajetória

Nascido Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros, em 30 de outubro de 1978, o ator também era humorista, diretor, roteirista, e apresentador.

Ele ganhou projeção nacional ao interpretar a personagem ‘Dona Hermínia’, no monólogo ‘Minha mãe é uma peça’, inspirado na própria família. A produção saiu do teatro e se tornou longa-metragem em 2013.

O imenso sucesso do filme rendeu duas sequências: ‘Minha mãe é uma peça 2’ (2016) e ‘Minha mãe é uma peça 3’ (2019), que se consagraram como a maior bilheteria do cinema nacional.

Paulo Gustavo caracterizado como a personagem ‘Dona Hermínia’, em ‘Minha mãe é uma peça’. Foto: divulgação

Paulo Gustavo também integrou a comédia ‘Vai Que Cola’, programa que começou a ser exibido pelo canal Multishow em 2014, e que também ganhou sua versão para os cinemas em ‘Vai Que Cola – O Filme’ (2015).

Participou ainda de filmes como ‘Minha vida em Marte’, e de programas como o monólogo ‘220 Volts’, entre vários outros.

Paulo Gustavo deixa dois filhos, Romeu e Gael, de 1 ano de idade, além do marido, Thales Bretas, com quem era casado desde dezembro de 2015.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui