Novo decreto de Goiânia mantém regras de flexibilização de atividades por mais sete dias

Medidas permanecem em vigor até a próxima terça-feira (1º/6)

0
Novo decreto de Goiânia, Novo decreto Goiânia, decreto Goiânia, flexibilização de atividades, atividades não essenciais, decreto em Goiânia, novo decreto, novo decreto em Goiânia, novo decreto Goiânia, atividades comerciais não essenciais
Foto: Vinicius Martins/Revista Factual

O novo decreto de Goiânia, publicado nesta quarta-feira (26), mantém as atuais regras de flexibilização para atividades não essenciais, econômicas e não econômicas. De acordo com a Prefeitura, as medidas estabelecidas no decreto do dia 11 de maio, válido até ontem (25), permanecem em vigor até a próxima terça-feira (1º/6).

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

Dessa forma, bares, restaurantes, academias, feiras, Mercado Popular, Mutirama, Zoológico, além de clubes e eventos podem continuar funcionando sem restrições aos fins de semana, desde que sigam todos os protocolos sanitários como o uso de máscaras, higienização das mãos, além de evitar aglomerações.

Os bares e restaurantes podem funcionar com lotação máxima de 50% da capacidade de pessoas sentadas, permitindo no máximo oito pessoas por mesa. As apresentações de música ao vivo estão autorizadas, sendo limitadas a quatro integrantes, que devem respeitar o critério de 2,25 m² entre os mesmos. Fica permitido o uso de brinquedoteca mediante agendamento prévio.

Feiras livres e especiais podem abrir restaurantes e praças de alimentação. O consumo de produtos no local e a disponibilização de mesas e cadeiras aos frequentadores são permitidos, desde que limitados a 30% da capacidade máxima, obedecendo rigorosamente os protocolos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Conforme o novo decreto de Goiânia, segue autorizado o funcionamento dos parques Mutirama e Zoológico, além de clubes recreativos, porém com lotação máxima de 50% da sua capacidade. Atividades religiosas, academias e quadras esportivas são limitadas a 30% da capacidade. Também estão mantidas as regras do embarque prioritário do transporte coletivo.

Em relação aos eventos públicos e privados de quaisquer natureza, desde que presenciais, fica permitida exclusivamente a realização dos eventos corporativos e de eventos sociais, limitando a ocupação de no máximo 50% do espaço e com a capacidade máxima de 150 pessoas, mas sem pista de dança.

Veja o novo decreto na íntegra aqui.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui