Goiânia inicia vacinação de trabalhadores da Comurg nesta quinta-feira (1º)

Primeira etapa contará com 1.600 doses, destinadas aos profissionais que atuam na linha de frente

0
trabalhadores da Comurg, vacinação de trabalhadores da Comurg, Goiânia inicia vacinação de trabalhadores da Comurg, vacinação trabalhadores da Comurg, vacinação trabalhadores da Comurg Goiânia
Foto: Jackson Rodrigues/Secom Goiânia

Os trabalhadores da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) começam a ser vacinados contra a Covid-19 a partir desta quinta-feira (1º/7). Nesta primeira etapa, serão destinadas 1.600 doses para quem atua na linha de frente, sendo 1.400 para equipes do departamento de obras, operacional e 200 para os motoristas da empresa.

+ Clique aqui e acompanhe todas as nossas notícias relacionadas ao coronavírus

A vacinação será realizada das 8 às 16 horas, no Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), na sede administrativa da Companhia, que fica na Avenida Nazareno Roriz, setor Vila Aurora. No local, serão instaladas duas tendas e a meta é chegar a 100 vacinas por hora com prioridade para equipes da coleta urbana, seguindo orientações sanitárias e normativas do Ministério da Saúde.

Segundo a Comurg, em razão do quantitativo de pessoal e para que não ocorram problemas nas atividades operacionais, a empresa deve manter cronograma sistematizado de aplicação diária, até que todos colaboradores sejam vacinados. Para ser vacinado, o profissional precisa levar documento pessoal com foto e contracheque para comprovar vínculo com a empresa.

O presidente da Comurg, Alex Gama, garante que mais doses serão distribuídas para o grupo de garis, a partir da chegada de novas remessas. Pessoas já vacinadas ou que não estejam trabalhando por licença ou afastamento não serão listadas neste primeiro momento. “A previsão é que nestes dois dias de vacinação consigamos atender as diretorias de obras, operacional e transporte, trabalhadores com até 44 anos”, diz.

Pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), que é orientação do governo federal para estados e municípios na aplicação de vacinas, governadores e prefeitos têm autonomia para incluir novas categorias no grupo prioritário. “Comemoramos a iniciativa do prefeito Rogério Cruz que se mostrou sensível e atendeu ao nosso pedido de imunizar os garis da Comurg”, destacou Alex Gama.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui