Rogério Cruz anuncia lançamento de novos serviços para transporte coletivo de Goiânia

Prefeito afirma que investimentos no sistema de mobilidade continuarão a aumentar. Próximo produto a entrar em operação deve ser o meia-tarifa, para viagens de até cinco quilômetros, de acordo com o Presidente da CMTC, Tarcísio Abreu

0
transporte coletivo de Goiânia, Rogério Cruz, novos serviços, rede metropolitana de transporte coletivo, novos serviços transporte coletivo Goiânia
Foto: Secom Goiânia

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), afirmou que a rede metropolitana de transporte coletivo vai contar com novos serviços em breve. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (25), durante solenidade que marcou a reabertura do Terminal Isidória. A atual gestão já lançou o Bilhete Único e o Passe Livre do Trabalhador, que estão em operação.

“Para os próximos meses, teremos novos produtos para toda a família e, ainda, para usuários eventuais, como os turistas, que terão os bilhetes diário e semanal”, disse, ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, que também participou do evento.

De acordo com o presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), Tarcísio Abreu, o próximo produto a ser lançado é a meia tarifa. O serviço consiste na venda de bilhetes pela metade do preço – ou seja: R$ 2,15 – para passageiros que vão percorrer distâncias de no máximo cinco quilômetros. Depois virão o cartão de um dia, cartão de uma semana, o pós-pago e o cartão família, que poderá ser usado por cinco pessoas do mesmo núcleo familiar. Ainda não há previsão para o lançamento desses serviços.

O Bilhete Único está em vigor desde o dia 2 de abril deste ano em Goiânia. Ele vale por duas horas e meia, e permite ao passageiro que faça integração entre linhas mesmo que não esteja em um terminal, e pague o custo relativo a um só bilhete, que é de R$ 4,30 atualmente. Na época do lançamento, a Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) disse que a estimativa era a de que o tempo médio de viagem caísse até 50 minutos.

O Passe Livre do Trabalhador nasceu pouco depois, em maio. Desde que aconteça a adesão do empregador, cada funcionário tem direito a fazer oito viagens diárias todos os dias do mês, inclusive aos sábados, domingos e feriados, em todas as 281 linhas da rede metropolitana. Para as empresas, o desconto é de 20% na comparação com o vale-transporte tradicional, em que o empregado ganha duas viagens por dia, em seis dias da semana.

Reformulação do transporte público

A introdução do Bilhete Único, do Passe Livre do Trabalhador e de novidades anunciadas pelo prefeito nesta segunda-feira, são parte das melhorias anunciadas pela Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) após a aprovação da Lei Complementar 169, de 29/12/21, que tratou da reformulação do transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana.

Tais ações tiveram início no ano passado, com implantação de sistemas de reconhecimento inteligente para usuários de cartões sociais, catraca que permite pagamento por cartão de débito e crédito, além do novo sistema de bilhetagem. “Trabalhamos para tornar o custo do transporte mais justo por meio da nova modalidade de tarifação, a renovação e ampliação da frota”, afirma Rogério Cruz.

Recomende este conteúdo aos seus amigos nas redes sociais e acompanhe a Factual no FacebookTwitter e Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui